Header Ads

Dízimo, do envelope ao boleto e agora, até por transferência bancária.


Não quero entrar no mérito teológico a respeito do Dízimo, mas relatar que algumas práticas atuais de arrecadação me deixam pasmo, e utilizar do argumento: "a igreja deve acompanhar a evolução tecnológica" para mim é balela.

Algum tempo atrás fui surpreendido pelo recolhimento de dízimos e ofertas via, boleto bancário, não bastasse isto, hoje pela manhã, ao acessar o site de uma determinada igreja cristã, constatei que lá, já estão aceitando dízimos e ofertas via transferência on line.

Confira abaixo:



Você pode acessar o site por este link ao lado: http://www.pibcuritiba.org.br

Fui lá conferir e não é só os Dizimos não, as outras ofertas também, e ainda fazem um cadastro completo de contribuintes. Olha ai embaixo:


Qual a sua opinião sobre isto?

Deixe seu cometário. Você acredita que isso seja uma tendencia e que vai facilitar a vida dos membros quanto a devolução de seu dizimo ou a entrega de sua oferta voluntária?


Minha posição sobre o assunto

Na época em que este artigo foi publicado eu até estranhei. Eu estranhava qualquer tipo de novidade inserida na Igreja Cristã.

Algum tempo depois, meditando sobre o assunto, levando em conta a necessidade das igrejas, fui convencido de que era um avanço e que facilitaria a vida, principalmente, da membresia.

Creio que em congregações pequenas não seja uma coisa urgente. Já em grandes congregações, com um grande numero de membros, funciona perfeitamente.

Vejo esta atitude com bons olhos e que em nada compromete a igreja do Senhor Jesus, já que tudo fica registrado online. Inclusive, quero destacar, este modo de ofertar ou devolver o dízimo é aceito em nossa congregação.

Sem desmerecer o autor do artigo, posso constatar que a igreja acima citada avançou e compreendeu a necessidade dos membros antes das demais congregações.

Grande abraço e a Paz do Senhor Jesus a todos vocês!



Fonte:
Blog do Renato Jr -  Renato Jr

7 comentários:

  1. preciso coloca o meu nome no evelope do dizimo

    ResponderExcluir
  2. Porque a crítica?????
    Não é muito mais cômodo vc enviar via banco a ter que ir até lá com dinheiro e ainda perder tempo do culto escrevendo no envelope e levando até o devido local????
    A identificação é necessária, já que se é prestado conta do que entrou e do que saiu e quais suas origens.
    Vá mais vezes, mas vá desarmado. Não vá para reparar essas coisas mas ouvir e entender o que se é dito.

    ResponderExcluir
  3. Révili,

    Você tem toda razão, na ocasião da publicação deste artigo não havia dado atenção a essa observação. Hoje já vejo como uma forma bem prática.

    Que Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde,

    Infelizmente vc não visitou todo o site da PIB de Curitiba e também não procurou assistir alguns dos cultos ou ler qualquer tipo de informação sobre essa igreja, mas vou poupar seu tempo e lhe ajudar..A PIB de Curitiba mantém um princípo que se chama Fidelidade com Transparência, todo membro da igreja possui um ID (identificação), quando o dízimo é pago e quando são enviadas ofertas ou qualquer outro tipo de contribuição, basta o membro colocar seu ID, e ao acessar o site da igreja poderá rastrear sua oferta e saber onde e quando foi utilizada...ã isso pode ser feito pessoalmente também, para isso basta comparecer na secretaria da igreja.....
    Realmente não entendo por que da crítica.....

    ResponderExcluir
  5. Anônimo

    A irmâ Révili também me perguntou o por que da crítica no comentário anterior.

    Bem, o texto não é meu, mas fiz um comentário nele. Confesso que na época não via com bons olhos esta atitude, mas hoje penso de outra forma e considero um boa e prática idéia. Com a sua explicação da idenficação ficou melhor ainda.

    Foi bom ter mantido o texto, pois assim vocês tiveram a oportunidade de exclarecer sobre este assunto.

    Que Deus abençoe.

    ResponderExcluir
  6. Que bênção irmão! Sou pastor de uma Igreja Batista em Minas Gerais e em breve estaremos colocando uma máquina destas na igreja.

    Existem pessoas tão (...) que vivem a tirar os ciscos dos olhos dos outros né!

    A maneira de ofertar ou dar dízimos ou fazer uma doação como quiser chamar não fará diferença alguma, mas nós preferimos viver sempre à décadas no passado, parece que o homem demora para medernizar e isso em todas as gerações.

    Me lembro que o pastor José Welington da Assembléia de Deus nos anos 70 proibia categoricamente seus membros de assistir televisão e hoje ele faz ótimos programas de TV. Inclusive a Assembléia de Deus vem realizando um lindo trabalho na TV brasileira.

    O Missionário Davi Miranda proibe a TV, mas está na internet, que na verdade é muito mais nocivo que a TV e no fim dá na mesma. Só muda o nome mas computador e televisão tem uma tela igualzinho!

    Por aí vai!!!

    Tudo o que é novo assusta o povo, mas depois eles vão se acostumando.

    DEVEMOS ter SABEDORIA para diferenciar o que é pecado e o que é útil para a igreja nos nossos dias.

    Pecado é pecado e isso jamais deve ser admitido pela igreja. E para isso temos o manual: A BÍBLIA SAGRADA. Às vezes nos falta sabedoria e bom senso para diferenciar o que é ou não pecado.

    Sejamos maduros. Não sejamos levados pelo que o mundo e o diabo diz de nós lá fora. Eles dizem mal a respeito do dízimo, mas nós sabemos que isso é ordenança bíblica e devemos amar a obra e ser liberais para contribuir.

    Os muçulmanos investem bilhões para pregar sua fé! Lá não tem estas barbaridades que tem o cristianismo de atacar a única maneira de levar avante a obra por meio de televisões, rádios, etc...

    Só no cristianismo temos esta luta de satanás porque ele quer ver a igreja miserável, o povo miserável e por isso ataca tanto a Palavra de Deus. CONTRUBUA SEMPRE COM A IGREJA DE CRISTO. Seja com cheque, dinheiro, cartão de crédito, doando coisas úteis, ouro, prata, pedras preciosas, enfim.

    A igreja brasileira tem crescido bastante graças ao coração generoso dos cristãos no Brasil.

    Contrapartida nunca foi tão atacada nesta área por lúcifer e seus adeptos, inclusive dentro de igrejas.

    Que o cristianismo tome o Brasil e o mundo. Antes que o Islã o faça!

    Pr Wagner Pacheco

    ResponderExcluir
  7. Minha posição sobre o assunto

    Na época em que este artigo foi publicado eu até estranhei. Eu estranhava qualquer tipo de novidade inserida na Igreja Cristã.

    Algum tempo depois, meditando sobre o assunto, levando em conta a necessidade das igrejas, fui convencido de que era um avanço e que facilitaria a vida, principalmente, da membresia.

    Creio que em congregações pequenas não seja uma coisa urgente. Já em grandes congregações, com um grande numero de membros, funciona perfeitamente.

    Vejo esta atitude com bons olhos e que em nada compromete a igreja do Senhor Jesus, já que tudo fica registrado online. Inclusive, quero destacar, este modo de ofertar ou devolver o dízimo é aceito em nossa congregação.

    Sem desmerecer o autor do artigo, posso constatar que a igreja acima citada avançou e compreendeu a necessidade dos membros antes das demais congregações.

    Grande abraço e a Paz do Senhor Jesus a todos vocês!

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.