Header Ads

O Especialista em Restauração

Nas cidades grandes do Brasil existem muitas oficinas especializadas em restauração. E isso tem aumentado em numero nos últimos anos. Restauram de tudo: móveis, louças, fotos, quadros, roupas, livros, carros, barcos, jóias e até aviões.

Quando um desses objetos é entregue ao restaurador ele o transforma em praticamente novo, sem perder suas características originais, ou seja, sua antiguidade é preservada e restaurada.

Jesus é o restaurador por excelência! O que Ele restaura? Vidas humanas. Ele já restaurou e, está, restaurando, agora, milhares e milhares de pessoas.

Neste artigo, usaremos com exemplo uma pessoa em particular que foi restaurada por Jesus em diversas áreas, o apóstolo Pedro.

Jesus, após ter ressuscitado, e antes de subir ao Pai, apareceu a inúmeras pessoas, nos mais diversos lugares e de várias maneiras (Jo 15:6). Nos dois últimos capítulos do evangelho de João, encontramos quatro dessas aparições. Nas duas últimas, Jesus restaurou dois discípulos: Tomé; que foi restaurado em sua descrença, e Pedro, que precisava de muita restauração, ás quais podemos citar: vanglória, descrédito, covardia e distração.

Jesus se manifesta aos discípulos junto ao mar de Tiberíades, (João capitulo 21). Simão Pedro, Tomé, Natanael, os filhos de Zebedeu e mais dois de seus discípulos foram pescar. Naquela noite nada pescaram, pela manhã, Jesus estava na praia e os discípulos não o reconheceram. Jesus perguntou-lhes se tinham peixe, e eles responderam que não. Jesus então lhes diz para que lancem as redes à direita do barco. Eles, assim fizeram e diz a palavra, que a rede estava tão cheia de peixes que mal podiam puxá-la para o barco. E não obstante a quantidade, a rede não se rompeu.

João, então, reconhece Jesus e exclama: É o Senhor! Pedro, como é de se esperar, lançou-se ao mar para ir ao encontro do Senhor. E ali, cearam com Ele.

O curioso é que Jesus escolhe um cenário idêntico ao do primeiro chamado de Pedro para ser pescador de pessoas, cerca de três anos antes (Lc 5:1-11).

O propósito de Jesus era o de restaurar Pedro.

1) – Jesus restaura Pedro da vanglória:

Jesus pergunta: “Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes?” (Jo 21:15a)
Pedro responde: “Sim, Senhor; tu sabes que te amo.” (Jo 21:15b)

Nota-se que Pedro não disse que amava a Jesus mais do que os outros discípulos. Pois, antes, em sua arrogância, achava que o seu amor por Jesus era maior que o amor dos outros onze. Ele se vangloriava de que permaneceria fiel, mesmo se os outros abandonassem o Senhor. Pôs-se acima dos outros quando dise: “Eu nunca o abandonarei o Senhor, mesmo que todos o abandonem”” (Mc 14:29 NTLH).

Agora, diante da pergunta de Jesus, ele reafirma o seu amor, mas se recusa a fazer qualquer comparação com os outros.

Jesus restaurou Pedro da vanglória!

2) – Jesus restaurou Pedro do descrédito:

Pedro não seguiu Jesus até a prisão e até a morte como havia prometido diante de todos. Pelo contrário, negou o seu Senhor triplamente (Jo 18:15-18, 25-27).

Depois disto tudo alguém poderia confiar neste homem? Pedro não tinha a menor chance de assumir a posição de líder da igreja que estava para começar.

"A liderança de um discípulo desviado, dificilmente seria aceita no futuro, quer pelo próprio Pedro ou por seus irmãos se Cristo não o indicasse explicitamente."

Apesar da desastrosa atuação durante a paixão, Pedro, não só fora perdoado, mas restituído ao serviço. Jesus deixou bem claro a todos que Pedro fora perdoado e que lhe fora confiada a tarefa de apascentar e pastorear o rebanho de Cristo (Jo 21:15b, 16b e 17b).

O Senhor não abandonou Pedro, nem o demitiu do cargo.

Jesus restaurou Pedro do descrédito!

3) – Jesus restaurou Pedro da covardia:

Pouco antes de Jesus ser preso, Pedro disse em alto e bom som: “por ti darei a minha vida” (Jo 13:37b). Pouco depois negou Cristo covardemente. Quando a pressão cresceu para cima dele, negou, fazer parte do grupo de Jesus (Jo 18:15-18, 25-27).

A ousadia virou covardia. Jesus, porém, previu que Pedro daria mesmo a sua vida por ele quando disse: “quando já fores velho, estenderás as mãos, e outro te cingirá e te levará para onde tu não queiras (Jo 21:18b). O assunto não é velhice, mas o martírio de Pedro: “Jesus disse isso significando com que morte havia ele de glorificar a Deus” (Jo 21:19).

Na época em que o evangelho de João foi escrito, Pedro já tinha sido glorificado a Deus com a sua morte. Talvez tenha morrido na perseguição comandada por Nero, por volta do ano 64 DC. Ele morreu em Roma, com o evangelho de Cristo e pelo evangelho de Cristo!

Jesus restaurou Pedro da covardia!

4) – Jesus restaurou Pedro da distração:

Jesus disse a Pedro: “segue-me” (Jo 21:19b). Literalmente Ele quis dizer: “continue a seguir-me”. Pedro passou a seguir Jesus como havia feito antes de negá-lo, mas, logo voltou sua atenção para “aquele discípulo a quem Jesus amava” (Jo 21:20).

Eis a resposta de Jesus: “Se eu quero que ele fique até que eu venha, que ti importa a ti? Segue-me tu” (Jo 21:22).

Aqui Jesus o estava corrigindo de sua distração. Pedro se distraia facilmente. Jesus tinha um plano para João, mas este plano não era da conta de Pedro.

Jesus restaurou Pedro da distração!
Pedro cuidou das ovelhas do Sumo Pastor. Fez isso de boa vontade e não de má vontade.

Não fez o seu trabalho para ganhar dinheiro, mas, com um verdadeiro desejo de servir.

Não procurou dominar as ovelhas que foram entregues aos seus cuidados, mas se tornou exemplo para o rebanho (I PE 5:2-4).

Tudo o que fez foi apenas por amor: as pregações, as orações pelos doentes, as cartas escritas, a busca aos perdidos, a correção dos que se afastaram do caminho.

Todo seu trabalho pastoral, até o que havia de mais simples nele, era derivado desse amor pelo Bom Pastor, que deu a sua vida pelas ovelhas (Jo 10:11).

Você perdeu o compromisso? Perdeu a credibilidade? Perdeu a proximidade com Jesus e com a igreja?

Jesus pode restaurar tudo isso na sua vida!

Para quem está caído espiritualmente, fraco em pecado, com a vida errada, dando mau testemunho, saiba de uma coisa: Jesus não perdeu o interesse por você!

Não importa o quão torta esteja a vida, o quanto tenha vivido longe de Jesus, ou se falhou em alcançar os padrões espirituais estabelecidos por Ele. Ainda assim, Ele quer fazer com você o que fez com Pedro. Quer restaurar seu compromisso, a sua credibilidade e a sua proximidade. Ele quer te dar uma outra chance, não somente para segui-lo, mas também para servi-lo pelo resto da vida. Não perca essa chance!


Que Deus te abençoe!



PC@maral


***

Um comentário:

  1. é impressão minha ou essePedro da foto ai é o Luciano Pavarotti? hein?( é a cara, hehe)
    mas falando sério, dá uma olhada nesse sermão que eu traduzi sobre a oração mais breve de Pedro ( http://projetocharlesspurgeon.blogspot.com/2009/07/oracao-mais-breve-de-pedro.html ) , que tem a ver com o tema e a salvação de Pedro por Jesus
    Abraços
    Armando Marcos

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.