Header Ads

Ocupados demais para pensar em Deus

André Sanchez



Quanta agitação! Quanto movimento! Quanta ocupação!


Essa é a situação de nossas vidas no Século XXI. A síndrome de "Marta" se apodera cada vez mais de nós. "Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas." (Lucas 10.41)

A agitação começa em nossas vidas bem cedo, e fica o dia todo presa em nós, e às vezes, nos persegue até em nosso sono, que deveria ser um momento de descanso. Com toda essa agitação e ansiedade, os momentos de paz, silêncio, reflexão, se tornam quase inexistentes ou de baixa qualidade, se é que existem.

Deus vai ficando cada vez mais longe, mesmo estando perto, cada vez menos convidado a fazer parte de nosso dia. O reflexo de tudo isto é a própria ansiedade e perturbação tomando cada dia mais conta de nossa vida e nos levando para longe de Deus e para perto do buraco.

Como seria bom termos a mesma visão de Maria, ao contrário de Marta, ela: "sentou-se aos pés do Senhor e ficou ouvindo o que ele ensinava." (Lucas 10. 39)

Num mundo tão agitado, exigente e movimentado, corremos o risco de entrar no mesmo ritmo, escolhendo muitas vezes, à distância do Senhor. É preciso parar todos os dias, pelo menos por um momento e "assentar-se aos pés do Senhor e ouvir o que Ele tem a dizer."
Comentário PC@maral:

Realmente, estamos ocupados com muitas coisas e não reservamos um tempo para Deus. Lembro que certa vez um pastor pregou em minha congregação, o tema de sua mensagem era: O quanto de tempo temos reservado para Deus.

Ele começou a preleção com quantos dias Deus nos dá por ano: 365.

Pediu que cada um verificasse quantos dias reservava para o culto: Vamos colocar como se fosse 1 vez na semana. Era só saber quantas semanas haviam no ano e somar tudo. E assim foi esmiuçando o tempo.

No final da pregação, constatamos, abismados, que o tempo que reservavamos para o Senhor era ínfimo, em comparação a tudo e todo o tempo que Ele reservava para nós.

A nossa desculpa era porque tinhamos uma vida muito agitada e atarefada que presisavamos trabalhar bastante para obter o sustento de nossa família. Isso fazia com que não tivéssemos tempo para nada.

Temos que dar graças todos os dias, pelo amor que Deus tem por cada um de nós. Pela Sua paciência e longanimidade, pela Sua provisão e pela Sua proteção diária. Porque, Ele, diferentemente, de qualquer um de nós, nos reserva todo o tempo do mundo.

Graças à Deus!

"E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século." (Mateus 28:20)





Fonte: www.esbocandoideias.com com comentários de Paulo Cesar Amaral.

***

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.