Header Ads

Professor inventa perfil virtual para convencer jovem a fazer sexo

Britânico de 24 anos conheceu garota de 13 na web; ele foi detido. Com perfil de “Jessica”, homem incentivava a adolescente a se divertir.
Comentário PC@maral:

Para quem tem filhos que usam diariamente computador ligados à rede: Tomem muito cuidado e não percam seus filhos de vista para que crimes absurdos cometidos por loucos como este não estejam acontecendo, agora mesmo, aí na sua casa!

Do G1, em São Paulo


Um professor de ciência foi condenado nesta quarta-feira (30), na Inglaterra, a quatro anos de detenção. Matthew Knott, de 24 anos, se passou por uma adolescente na internet com o objetivo de convencer uma jovem de 13 anos, que conheceu na web, a fazer sexo com ele.

Knott enviou mensagens à garota e chegou a pedir fotos em que ela aparecia nua. Para se aproximar, ele inventou um perfil em que dizia ser uma garota chamada Jessica, de 15 anos – essa “amiga virtual” foi usada para encorajar o encontro entre a jovem e o homem, diz a publicação “Dalily Mail”.


Uma semana depois de criar "Jessica", Knott conseguiu convencer a jovem a encontrá-lo pessoalmente. Ele a buscou em seu próprio carro, e a garota foi levada até o apartamento do professor. O homem exigiu que ela tirasse a roupa e fizesse sexo com ele.

O ex-funcionário do colégio Elton High School, em Manchester, está proibido de trabalhar com crianças e acessar a internet pelos próximos cinco anos. Ele admitiu ter se passado por uma adolescente na web e também de ter mantido relação com a jovem.

"Está absolutamente claro para todos que essas ações foram cuidadosamente planejadas e calculadas, de forma que ele pudesse encontrar essa criança para ter relações sexuais. Pais de toda a nação estão terrivelmente preocupados com o que seus filhos fazem quando usam a internet. Há pessoas como você que adotam outras identidades para encorajar as crianças a fazerem isso", disse o juiz Michael Henshaw, responsável pela condenação.

Interesse

Adrian Farrow, advogada da garota, afirmou que em maio Knott viu o perfil da adolescente – com sua foto e idade -- no site de relacionamentos Tagged.com. Usando o apelido Matt7145, o professor fez contato e os dois conversaram via comunicador instantâneo (uma ferramenta do próprio site) por cerca de uma hora. Na ocasião, ele deixou claro que tinha interesses sexuais por garotas daquela idade.

Na mesma época, a vítima passou a receber mensagens do perfil de "Jessica", criado pelo próprio Knott. Nos textos, "Jessica" encorajava a jovem de 13 anos a se divertir.

Com esses dois perfis -- o verdadeiro e o falso -- o professor convenceu a garota a se encontrar com ele no dia 31 de maio. Depois do encontro, ela contou o que aconteceu a "Jessica", que aconselhou a garota a apagar todo o conteúdo virtual que relacionasse o professor e sua vítima.

A adolescente tomou coragem e contou à mãe a história, o que acabou resultando na detenção do professor no início de junho


***

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.