Header Ads

A maior missão!

Por PCamaral

"Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração." (Colossenses 3:16)

Qual a maior missão da igreja de Cristo? Muitos defendem que a maior missão da igreja de Cristo é a pregação do evangelho, outros defendem que é a assistência as pessoas carentes e desamparadas, suprindo assim, as necessidades da população miserável , sejam estes crentes ou não. É certo e sabido que Cristo nos mandou pregar o evangelho, exercitar misericórdia aos necessitados, contudo, a missão que precede todas essas coisas é a adoração.

A adoração move os crentes a fazerem o que Cristo lhes ordenou. Não evangelizamos, não ensinamos, não ofertamos, não amparamos os necessitados, sem que, primeiramente, tenhamos a consciência de que servimos a um Deus que merece nosso amor e nos capacita a servi-lo. É essa consciência da pessoa de Deus que nos move a ofertar-lhe nosso serviço. Isso vem antes de tudo, e se chama adoração. Nas palavras do teólogo Grudem, esta “é a atividade de glorificar a Deus em sua presença com nossa voz e com nosso coração”.

Mas, vamos refletir sobre o texto bíblico destacado no início: “Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo”. Aqui, Paulo nos ensina que a palavra de Cristo precede todo e qualquer ritual, pois, como cantaremos ou oraremos a um Deus cujo ensino ignoramos ou desprezamos? Só conhecemos a Cristo através de sua palavra. No Salmo 119, Davi mostra quão valiosa é a Sagrada Escritura. Por isso, ela deve ser o conteúdo da nossa adoração e deve habitar ricamente em nós. Habitar, diga-se de passagem, não é “ficar” por alguns momentos, mas é morar para sempre! Quero dizer que: a palavra de Cristo deve influenciar nossa vida constantemente!

Na seqüência Paulo diz: “instrui-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria”. A partir dessa ordem, entendemos que a adoração, ainda que não se restrinja ao culto coletivo, precisa incluir a comunhão do corpo de Cristo, pois cada crente em Jesus deve partilhar com seus irmãos de fé as riquezas espirituais que lhe são concedidas por Deus. É nesse envolvimento que Cristo age em sua igreja, ensinando-a, aconselhando-a e consolando-a, através dos próprios crentes. O Salmo 133:1 diz: “Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos!”. É essa adoração que agrada a Deus!

Nossa adoração tem um destinatário: “louvando a Deus”. O nosso alvo deve ser, hoje e sempre, o nosso Senhor Jesus Cristo, “aquele que nos tirou das trevas para a sua maravilhosa luz” (I Pe 2:9), “aquele que nos amou primeiro” (I Jo 4:19), que nos quis antes de o querermos. A ele devemos nossa eterna gratidão. O propósito da nossa maior missão é, portanto, engrandecer o nome desse Deus maravilhoso, e essa, é uma missão para sempre, pois, em breve, estaremos diante do Cordeiro, adorando-o constantemente (Ap 5:12-13; 7:9-10; 15:3).

A adoração precisa ser oferecida a Deus de maneira contínua, musical, agradecida e de todo coração, e, principalmente, precisa ter conteúdo bíblico: a palavra de Deus. Envolvimento humano com comunhão de todos os crentes em Jesus com o propósito eterno de exaltação a Deus, aqui e na eternidade. Adoração envolve tanto nosso viver diário, fora da igreja, quanto o nosso relacionamento com os demais membros do corpo de Cristo.

Não se trata apenas de uma parte de nossa vida, mas de nossa vida toda.

Pense nisso.

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.