Header Ads

Escolhei hoje: Contrato ou Aliança?


Jacson Cardoso Lima


Para termos um ponto de vista formado do casamento, divórcio e novo casamento é necessário responder: “Para quem estamos vivendo?”.

Cristãos ou não, nossa teologia de vida está determinada quase sempre pela nossa moral. Muitos dos estilos de vidas da sociedade estão distantes dos princípios bíblicos tal como na cultura dos Amorreus estava de Israel, nos dias de Josué, Js.24.14-15.

Esse é o nosso desafio hoje, escolher a quem iremos servir se os princípios bíblicos ou os ditames e valores da sociedade moderna em nossos dias. A sociedade busca a sua alto-satisfação e seu alvo é “minha felicidade”; esse tem sido o deus que tem recebido adoração da sociedade.

Ou serviremos o nosso “eu” ou à Deus, pois no reino de Deus a felicidade não é o alvo mas, o resultado do nosso serviço a Ele, anunciar, expandir e obediência são os alvos do reino. Aquele que acaba buscando o resultado e o fim, acaba perdendo os dois, tal como escrito em Mt 8.34-37.

ALIANÇA X CONTRATO

Quanto mais olharmos profundamente para a Bíblia iremos perceber que não só estamos distantes como também muitas vezes nos encontramos opostos aos padrões Bíblicos.

O casamento com o valor de contrato tem sido um desses valores que tem destruído e liberado distorções sobre as gerações futuras e nós como liderança da Igreja de Cristo não estamos assumindo a responsabilidade de buscar uma compreensão e ensinar o povo de Deus, a omissão tem gerado conseqüências desastrosas na família e na sociedade.

O casamento no conceito bíblico está baseado na aliança de sangue, sabemos que esse é um conceito oriental praticado e pouco conhecido por nós aqui do ocidente. Não é difícil de observarmos que a Bíblia está situada no contexto oriental, e na maioria das apresentações de relacionamento de Deus para com o homem sempre está presente a expressão de aliança de sangue.

Um exemplo clássico disso podemos encontrar em I Sm 18.1-4; quando Jônatas entra em aliança com Davi , esta aliança expressava “até o ponto de dar a vida pelo outro não podendo ser quebrada em momento algum”, era preferível morrer do que quebrar a aliança selada.

O conceito da Aliança é um compromisso irrevogável, indissolúvel, quebrável somente pela morte. Toda vez que a aliança no oriente é quebrada é punida com morte. Esta aliança não depende do desempenho de nenhuma das partes, ela perdura independente do desempenho do parceiro.

Conceito de Contrato é um acordo bilateral entre duas pessoas, totalmente dependente do desempenho do acordo. Se no contrato um falhar a outra parte está desobrigada a cumprir o acordo.

O conceito do casamento sempre foi seguido pela igreja levando em consideração o conceito de aliança. Mas hoje percebemos que a igreja tem abraçado os valores e padrões do contrato nos casamentos e ao fazê-lo, estamos participando de uma destruição maciça da sociedade e arruinando os casamentos e famílias.

Este tem sido o maior responsável pelo desvio ocorrido nas famílias, ao invés de trazer a benção traz, em grande parte, fragilidade para as famílias. Não podemos abençoar o que Deus não abençoou e não podemos amaldiçoar o que Deus abençoa.

Esta realidade está tão forte no meio da sociedade seja ela cristã ou não, que se casamos, e amanhã deixamos de cumprir o que prometemos, eu te abandono e buscarei outra pessoa que me faça feliz e cumpra as promessas que você não cumpriu.

Para que eu tenha uma idéia de como Jesus se relaciona com sua igreja devo olhar para um relacionamento entre um homem e sua esposa, segundo Ef 5.22-23; se o que vejo nesse relacionamento é o valor da aliança então receberei um retrato correto da pessoa de Deus.

Algo que deveríamos pensar profundamente é no impacto que ocorre no coração de uma criança, vivenciando este tipo de relacionamento na vida de seus pais, que vivem um casamento com valor de contrato, a sensação de medo e abandono no coração desta criança deve ser constante.

Não é difícil de perceber como este sentimento se aloja no coração da criança, se a mensagem contrato apresentada pelos pais diz: “Se você me faz feliz e não cumpre suas promessas, então te deixarei e buscarei outra pessoa”; - o coração da criança pensará: “imagine o que pode acontecer comigo se eu não a fizer feliz”.

Quando os pais acabam tomando o valor de contrato e não o de aliança, praticam o casamento com opção de divórcio, dando acesso legal para o inimigo na vida de seus filhos. Sendo absorvido e copiado o mesmo processo de desvio familiar se não for interrompido alcançará as demais gerações fornando um círculo vicioso de destruição familiar.


***

Fonte: Família Sonho de Deus

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.