Header Ads

O dilema de um jovem.

Jailton Sousa Silva


“E eis que se aproximou dele um jovem, e lhe disse: Mestre, que bem farei para conseguir a vida eterna?” (Mt 19.16).

O texto de Mateus 19.16 a 22 relata-nos o diálogo de um jovem com Cristo. Este jovem, aparentemente, era uma pessoa de conduta exemplar, ao menos, deixou ele isso muito claro ao confirmar a sua estrita obediência à lei: “(...) tudo isso tenho guardado desde a minha mocidade...” (v.20). A Bíblia não nos relata o seu nome, nem a sua origem, porém, nos dá uma informação fundamental em relação a sua pessoa: “(...) possuía muitas propriedades” (v.22). Ou seja, além de ser um “bom rapaz”, era também, rico.

Sem dúvida, este jovem tinha inteira consciência da sua obediência. Talvez, ele imaginasse que o seu estilo de vida já seria suficiente para alcançar a vida eterna. Ele pergunta: “Mestre, que bem farei para conseguir a vida eterna?”(16b). O Mestre responde: “(...) Se queres ser perfeito, vai, vendes tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me” (v.21). A resposta de Cristo “abalou” as estruturas do seu orgulho. Pensava ele que o fato de congregar, de ser um assíduo conhecedor e praticante da lei, era “tudo”. Mas não era! Não somos perfeitos! Não chegamos ainda no “auge” da nossa vida crista! Há muito caminho a percorrer. É necessário amar. Obediência sem amor é uma “obediência deficiente e anêmica”.

Quando aquele jovem se deu conta, já estava vivendo um terrível dilema:
trocar os tesouros terrenos pelos celestiais; deixar o conforto da sua luxuosa casa e de sua riqueza, para seguir um Mestre que não tinha onde reclinar a cabeça (Mt 8.20).
Ele não ouviu o que queria, mas o que precisava.

A conclusão que este rapaz chegou foi que não valeria a pena mudar de vida por amor a Cristo. A sua decisão, portanto, não poderia ter sido pior: “E o jovem, ouvindo esta palavra, retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades” (v.22).

Será que você que agora está lendo este devocional, não se encontra em um dilema semelhante?

Não está você imaginando se vale mesmo a pena trocar aquele(a) namorado(a), [que aos poucos e rapidamente está lhe tirando dos caminhos do Senhor] por Jesus?

Ou se vale mesmo a pena trocar as diversões de domingo a noite pelo culto a Deus? Ou se vale mesmo a pena jogar fora as revistas pornográficas a fim de ter uma vida pura e de santificação diante de Cristo? Qual será o seu dilema? Qual será a sua decisão? Para quem e para que está direcionado o amor existente em seu coração?

Esteja disposto(a) a amar a Jesus. Quem o ama, não vive em dúvidas, pois tem em seu coração a inteira certeza de que, nada mais vale a pena nesta vida do que seguir a Jesus com amor.

***

Fonte: Missionário Jailton Sousa Silva

Um comentário:

  1. Caro PC,
    Graça e Paz!

    Por meio deste, venho lhe agradecer seu comentário em um texto de minha autoria no site do Extremo Sul Gospel, sobre Crente ou Evangélico. Meus parabéns por seu blog exelêntes postagens. Já me tornei um seguidor do mesmo.

    Nos Laços do Calvário
    Gutemberg Maciel

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.