Header Ads

Lembre-se de não se esquecer!

Alex Ribeirão


No último domingo tivemos a alegria de participar de um casamento aqui na igreja. Quando cheguei à igreja fui logo perguntando ao noivo: Trouxe a aliança? E explico porque tanta preocupação com aquilo que deveria ser o mais óbvio do casamento – as alianças. Quando me casei, as esqueci, e só lembrei das “benditas”, lá no altar. Bom, o pastor celebrante com toda a sua experiência conduziu a cerimônia e com aliança e tudo, concluiu o enlace.

O fato é que somos esquecidos mesmos. Antes de qualquer conclusão, pense um pouco, quem nunca esqueceu, por exemplo, a data do aniversário de alguém, o aniversário de namoro ou ainda a do casamento? Quem nunca se esqueceu de uma senha, ou de algo que deveria fazer ou comprar? Tudo bem que esquecer as alianças não é nada normal, mas concorde, como somos esquecidos!

Conhecendo nossa deficiência, Deus diversas vezes ativa a nossa memória dizendo:“Lembra-te...” Ecl 12:1; “Lembra-te...” Ex 20:8; “Lembra-te...” Ap 2:15 “Lembra-te...”

Todavia, mais sério que esquecer qualquer coisa, ou mesmo ainda as alianças do matrimônio, é esquecer da aliança com Cristo, não igual a que é colocada no dedo anelar, mas sim, aquela que foi gravada um dia no coração. Triste mesmo é esquecer o compromisso assumido com Deus, é esquecer o dia em que os céus se abriram para nós e nossas mãos para lá se levantaram, terrível é esquecer Jesus!

No evangelho de Lucas 2:41 há um registro interessante. O texto fala que, como de costume, por ocasião da páscoa, Jesus então com doze anos foi a Jerusalém acompanhado de seus pais para participar de uma cerimônia chamada “barmitsva”, um ritual que marcava a passagem para a fase adulta, onde começava-se a observar as exigências da lei. Porém ao retornar, algo inusitado acontece, José e Maria esquecem Jesus em Jerusalém e só o encontram depois de três dias, “no meio dos doutores, ouvindo-os e os interrogando”. Imagine o desespero de José e Maria ao verem que Jesus não estava entre os parentes e conhecidos que voltavam para casa. Assim também acontece conosco, quando esquecemos Jesus, nossa esperança se torna em desespero e nossa paz torna-se em agonia.

Não deixe que o Jesus que esteve com você no templo no final de semana permaneça lá, verifique se Ele está com você, em sua casa, em seu trabalho, em seus estudos, em suas amizades, em seus relacionamentos. Não dê um só passo sem Ele.

Lembro-me de um material da nossa mocidade, de gestões anteriores, que trazia questionamentos como os seguintes:
* O que aconteceu com as igrejas da Ásia menor onde estiveram Paulo e Barnabé?

* O que aconteceu com as sete igrejas do Apocalipse? Onde estão as igrejas de Antioquia, Icônio, Derbe e Listra?

* Porque a juventude dos anos 60 trocou a igreja cristã pela filosofia “paz e amor”?

* Porque mais de 50% dos presidiários vêm de famílias cristãs?

* Porque pessoas que já foram evangélicas abandonaram a igreja em busca da fama?

* Porque segundo pesquisas mais de 50% dos jovens cristãos solteiros, tem vida sexual ativa?
E a resposta do estudo era a seguinte:
Os cristãos têm o triste hábito de perder Jesus de vista, ou seja, se esquecem de Cristo.
Mas graças a Deus, você conta com o auxílio do Espírito Santo
“ele vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito...”.
Hoje, ao começar seu dia, ao fechar negócios, ao abrir seus e-mails, ao fazer seus contatos, ao visitar as páginas da internet, ao chegar à faculdade, ao ligar a televisão, não se esqueça de Jesus! Lembre-se de Cristo. Você pode ser tentado a contar uma “mentirinha”, a agir com desonestidade, a ser infiel com a namorada ou com seu cônjuge, mas lembre-se dEle! Quando ouvir a fofoca e quiser dar continuidade a ela , quando for impulsionado a alimentar sentimentos como inveja, ódio e rancor, lembre-se...

Lembre-se do sofrimento que Cristo passou para nos salvar! Lembre-se, que Ele deu a Sua própria vida por cada um de nós, e hoje, se temos a certeza da nossa salvação, é graças a Ele. É Única e Exclusivamente Graças a Ele!

Sob a graça de Deus, lembre-se de não se esquecer de Cristo!

Que Deus nos abençoe!

***

Fonte: Autor Pr Alex Ribeirão

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.