Header Ads

Japão e Chile sofrem com terremotos e riscos de tsunamis

CHILE: Após o abalo provocado pelo terremoto, um prédio da capital chilena reclinou-se - Foto Reuters


JAPÃO - 26 de fevereiro de 2010

Um forte terremoto de magnitude 7 atingiu nesta sexta-feira (26) a costa sul do Japão, segundo o Centro de Pesquisas Geológicas dos EUA.

A agência meteorológica do Japão emitiu um alerta de tsunami para a região, com previsão de ondas de até dois metros, mas que não chegariam imediatamente à costa. A agência também pediu à população que deixe as regiões costeiras, segundo a rede CNN.

O órgão japonês avaliou o tremor em magnitude 6,9. O abalo ocorreu às 5h31 de sábado no horário local (17h31 de sexta-feira em Brasília). O epicentro foi localizado no Oceano Pacífico, a 81 km a leste da cidade de Naha, na ilha de Okinawa, e a 22 km de profundidade. A agência americana havia avaliado o tremor como de magnitude 7,3, mas depois revisou o dado.

Terremotos são comuns no Japão, umas das regiões sísmicas mais ativas do mundo. O país registra cerca de um quinto de todos os tremores de magnitude superior a 6, considerados fortes. Em outubro de 2004, um terremoto de magnitude 6,8 atingiu a região de Niigata, no norte do país, matando 65 pessoas e ferindo mais de 3.000.
Foi o tremor mais mortal desde que um abalo de magnitude 7,3 atingiu a cidade de Kobe, em 1994, matando mais de 6.400 pessoas.



CHILE – 27 de fevereiro de 2010

Forte tremor de magnitude 8,8 ocorreu às 3h34 da madrugada. Presidente Michelle Bachelet declarou "estado de catástrofe".

O número de mortos pelo terremoto de 8,8 graus de magnitude que atingiu a região central do Chile na madrugada deste sábado (27) chega a 214 até agora, de acordo com o ministro do Interior chileno, Edmundo Pérez Yoma.

Além dos mortos durante o terremoto, aumentam as vítimas devido aos tremores secundários. Já foram mais de 50 com magnitude superior a 5 graus registrados desde o abalo de magnitude 8,8 que atingiu a costa do país durante a madrugada.

O terremoto, de cerca de um minuto de duração, ocorreu às 3h34 (horário local de verão, o mesmo de Brasília) e atingiu atingiu a região central do Chile, perto de Concepción, 400 km ao sul de Santiago. Na capital chilena, a 325 km de distância, o terremoto estremeceu diversos prédios e várias regiões da cidade ficaram sem energia. Com medo, muitos chilenos saíram às ruas.


CHILE: Viaduto e carros em Santiago acabam destruídos após o forte terremoto da madrugada deste sábado (27) - Foto Reuters



Em entrevista coletiva, a presidente do Chile, Michelle Bachelet, pediu união dos setores público e privado na reconstrução dos setores essenciais do país. Bachelet, que sobrevoou regiões afetadas de helicóptero, disse que a destruição provocada pelo tremor poderia ter causado um número ainda maior de mortos, o que mostra que muitas pessoas conseguiram deixar suas casas no momento da tragédia.

O tremor foi sentido nos países vizinhos, inclusive no Brasil. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil de São Paulo informaram que receberam chamados para verificar pequenos tremores em vários bairros da capital paulista.


O terremoto atingiu a região central do Chile, perto de Concepción, 400 km ao sul de Santiago, segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês). O epicentro do tremor foi localizado no mar, a 35 km de profundidade, em Maule, a 99 km da cidade de Talca.


Leia, a seguir, algumas das consequências do terremoto no Chile:

AEROPORTO FECHADO
O Aeroporto Internacional de Santiago foi fechado por pelo menos 24 horas. As empresas aéreas TAM e Gol cancelaram voos entre São Paulo e Santiago, no Chile, neste sábado (27).

ALERTAS DE TSUNAMI
Tsunami provocada pelo tremor atingiu a Ilha Robinson Crusoé, próxima a Valparaíso. Na Ilha de Páscoa, também na costa chilena, foi ordenada a retirada dos moradores por conta do risco de tsunami. O Centro de Advertência de Tsunamis do Pacífico, dos Estados Unidos, afirmou que um tsunami pode causar danos na costa do arquipélago do Havaí.



ESTADO DE CATÁSTROFE
Michelle Bachelet, que sobrevoa de helicóptero as regiões atingidas pelo tremor, declarou "estado de catástrofe" nas regiões de Maule, Bio Bio e La Araucanía.

REGIÕES ATINGIDAS
O jornal local “La Tercera” publicou em sua edição on-line um número parcial de mortos por região, que até as 11h49 locais totalizavam 60 pessoas. principal atingida foi a região de Maule, onde ocorreu o epicentro do tremor, com 34 registros.

OUTROS TERREMOTOS
O terremoto ocorreu a poucos dias de se completarem 25 anos de outro tremor que causou centenas de mortes e destruiu várias localidades no litoral central do Chile, em 3 de março de 1985.

***

Fontes:

G1.com - Terremoto de magnitude 7 atinge costa do Japão e gera alerta de tsunami

G1.com - Número de mortos após terremoto no Chile passa de 200

Videos - R7.com - Terremoto causa destruição no Chile. Veja vídeos

Fotos - R7.com - Terremoto no Chile

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.