Header Ads

Como seria o mundo de hoje sem Jesus?

Como seria a nossa Bíblia, se ela terminasse em Malaquias, sem os Evangelhos e os escritos apostólicos? Como seria a história, se ela não tivesse sido dividida ao meio? Como seriam as nossas cidades, sem os altares falando de amor e paz? O que faríamos dos recém nascidos, sem consagrá-los ao Senhor? Como seriam os casamentos e os batismos, sem a bênção do Pai, do Filho e do Espírito Santo? Qual seria o nome mais procurado na rede mundial de computadores, se Jesus não tivesse existido? Como seriam os pecadores, sem uma mensagem de um Salvador perdoador? Como seriam os funerais sem a mensagem da ressurreição e do céu aberto?

Ainda bem que Jesus veio, deu a vida e reviveu, e hoje podemos relembrar:

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz (Is 9:6)

Estando eles ali, aconteceu completarem-se-lhe os dias, e ela deu à luz o seu filho primogênito, enfaixou-o e o deitou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria. Havia, naquela mesma região, pastores que viviam nos campos e guardavam o seu rebanho durante as vigílias da noite. E um anjo do Senhor desceu aonde eles estavam, e a glória do Senhor brilhou ao redor deles; e ficaram tomados de grande temor. O anjo, porém, lhes disse: Não temais; eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para todo o povo: é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor. (Lc 2:6-11)

E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai (Jo 1:14)

vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei (Gl 4:4)

Jesus existiu e existe, mas não podemos deixar alguns aspectos da história se repetirem; No dia em que ele nasceu, não havia lugar nos lares e nas hospedarias. Há lugar em nossos corações hoje? Os teólogos e religiosos da época, não o reconheceram. Quem o visitou foram os simples pastores do campo os magos (astrônomos e gentios do oriente). Temos reconhecido Jesus em nossas vidas?

Que Jesus não seja apenas um doador de bênçãos, mas, que seja uma bênção em nossas vidas e nós possamos, assim ser, bênçãos na vida de outras pessoas.

Que Jesus não seja apenas um nome para atrair multidões em marchas e campanhas, mas para, atrair multidões ao arrependimento, à confissão de pecados e a Salvação.

Que Jesus seja não apenas um personagem da história, mas um personagem da “nossa história”

Que Deus nos abençoe!

***

DEC - MM2004 - PC@maral

Um comentário:

  1. Jesus de fato é o centro do evangelho e de nossas vidas. Sem Ele nada somos.
    Glória pois a Ele pra sempre.
    Deus continue abençoando o amado irmão e usando para a Glória Dele.
    Se tiver oportunidade visite-nos nos blogs:
    httt:/ibadejuf.blogspot.com e http://cramosilva.blogspot.com

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.