Header Ads

As Nossas Dores


“Verdadeiramente Ele tomou sobre si as nossas dores”. Isaías 53.4.

Muitas são as dores humanas, mas das principais podemos separar três: A dor física, a moral e a espiritual. A dor física é a mais comum e podemos detectá-la facilmente, sendo que a moral e a espiritual são abstratas atingindo as emoções.

Sentimos a dor física, quando sofremos um acidente ou quando somos atingidos por alguma doença. Esta dor além de ser medida pode ser diagnosticada e tratada por mãos humanas. As mais comuns das reações, além de poder ser fatal, é o grito espontâneo, a febre e as convulsões.

A dor moral é sentida, quando a nossa moral é ofendida. Esta dor atinge o ego, o orgulho próprio o caráter. A reação pode ser amargura, ressentimento, ódio e vingança.

A mais dolorida das dores é aquela que atinge a essência do nosso ser, o lado espiritual. Ela se manifesta quando perdemos um ente querido. A dor da separação é sem retorno, a saudade será constante e o choro além do físico e do emocional é espiritual.

Mas todas estas dores precisam ser tratadas, superadas. Em caso de permanência demorada pode traumatizar, envelhecer e extinguir a vida. Se porventura, uma ou mais destas dores estiver envolvendo seu Ser, medite em Jesus que sofreu com todas elas e por isso pode ser seu Salvador em qualquer área.

Jesus sentiu dor física, quando foi açoitado, esbofeteado, coroado de espinhos e teve as mãos e os pés pregados na cruz. Mateus 27.26-35.

A dor moral foi sentida por Cristo, quando foi blasfemado, cuspido e zombado como Rei dos Judeus e desafiado a descer da cruz se fosse Filho de Deus. Mateus 27.29, 30, 39-43.

A pior das dores a espiritual, Jesus sentiu, quando às três horas da tarde exclamou: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? E logo em seguida expirou... Mateus 27.46, 50.

Mas a vitória cabal sobre as dores se deu depois de três dias e noites e quando algumas mulheres aproximaram do sepulcro, ouviram a mensagem angelical: “Ele não está aqui, já ressuscitou”. Mateus 28.6

A cruz de Cristo é a matéria mais profunda para os limites do pensamento humano. Ela existiu e não foi por acaso, ou por acidente. É um projeto que antecede a fundação do mundo.

Se a dor, que tem a função de alertar, deseja fazer morada definitiva em sua vida, e você não sabe o que fazer com ela, por que não experimenta o maior dos analgésicos? Este remédio não tem prazo de validade, custa apenas a fé. A fórmula original foi elaborada pelo coração de Deus e pode ser adquirido aí, onde você está. Chama-se Jesus Nazareno Rei dos Judeus.

***

Fonte: Devocional de autoria do Pr Elias Alves Ferreira compartilhado no PC@maral

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.