Header Ads

Seis Motivos para Devolvermos o Dízimo e Ofertar na Casa de Deus #1 Adoração a Deus


Durantes seis artigos estarei discorrendo sobre os seis motivos para devolvermos o dizimo e ofertarmos à obra de Deus na seguinte ordem: Adoração a Deus; Gratidão a Deus; Amor a Deus; Amor ao Próximo; Investimento no Reino de Deus e Prova de Fé.

Nestes post, vamos falar sobre o primeiro motivo que é:

Adoração a Deus.

Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. (Marcos 12:30)

Adorar a Deus implica aproximarmo-nos dele com tudo o que somos e temos, sem reservas; crermos em que o Senhor é o Criador de todas as coisas e provedor de tudo o que necessitamos.

Em Mateus 15:8, lemos que o Senhor Jesus censurou os escribas e os fariseus, por causa de uma tradição humana, com as seguintes palavras: “Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim” (cf Mc 7:6). Assim, existem muitas pessoas afirmando que estão adorando a Deus em espírito e em verdade, como no caso do jovem rico, que perguntou a Jesus: “Mestre, que farei eu de bom para alcançar a vida eterna?” Jesus disse que ele deveria guardar os mandamentos, e enumerou alguns. O jovem respondeu: “Tudo isso tenho feito desde a minha mocidade. Disse-lhe Jesus: Ainda te falta uma coisa: Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá aos pobres, e terás um tesouro no céu; depois vem e segue-me” (Mt 19:16-21).

Aqueles que adoram a Deus com reservas, inclusive na área financeira, retendo os dízimos e as ofertas, parecem estar incluídos entre os que honram com os lábios, mas tem os seus corações distantes de Deus (Mt 6:24). Longe de nós tal coisa, irmãos!

O fiel mordomo serve a Deus sem reservas, com o fervor de sua alma, tendo consciência de que os dízimos e as ofertas são parte de sua verdadeira adoração a Deus. Observe a recomendação de Salomão: “Honra ao senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares” (PV 3:9-10).

Que a entrega dos nossos dízimos e das nossas ofertas seja um gesto constante de adoração a Deus.


Leia todos os artigos sobre este assunto aqui:

  1. Adoração a Deus
  2. Gratidão a Deus
  3. Amor a Deus
  4. Amor ao Próximo
  5. Investimento no Reino de Deus
  6. Prova de Fé


Fonte:
Departamento de Educação Cristã
Paulo Cesar Amaral


2 comentários:

  1. Sérgio disse: Papo furado. Jesus disse que a verdadeira religião é visitar órfãos e viúvas. Ou seja, acudir aos mais necessitados. Jesus não pagava dízimos. Conversa fiada. Dízimos servem aos pastores e não a DEUS.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza, caro anônimo você deve ter visitado muitos órfãos e muitas viúvas, inclusive ajudando-os em suas necessidades mais urgentes.

    Lembre-se de que ninguém é salvo por obras, mas, unica e exclusivamente pela fé e a fé nos faz praticar as obras que "Deus de antemão preparou para que andássemos nelas" e inclui-se a devolução do dízimo por todas as razões citadas no texto.

    Você deve ser um crente exemplar, um verdadeiro santo.

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.