Header Ads

Seis Motivos para Devolvermos o Dízimo e Ofertar na Casa de Deus #1 Adoração a Deus


Durantes seis artigos estarei discorrendo sobre os seis motivos para devolvermos o dizimo e ofertarmos à obra de Deus na seguinte ordem: Adoração a Deus; Gratidão a Deus; Amor a Deus; Amor ao Próximo; Investimento no Reino de Deus e Prova de Fé.

Nestes post, vamos falar sobre o primeiro motivo que é:

Adoração a Deus.

Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. (Marcos 12:30)

Adorar a Deus implica aproximarmo-nos dele com tudo o que somos e temos, sem reservas; crermos em que o Senhor é o Criador de todas as coisas e provedor de tudo o que necessitamos.

Em Mateus 15:8, lemos que o Senhor Jesus censurou os escribas e os fariseus, por causa de uma tradição humana, com as seguintes palavras: “Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim” (cf Mc 7:6). Assim, existem muitas pessoas afirmando que estão adorando a Deus em espírito e em verdade, como no caso do jovem rico, que perguntou a Jesus: “Mestre, que farei eu de bom para alcançar a vida eterna?” Jesus disse que ele deveria guardar os mandamentos, e enumerou alguns. O jovem respondeu: “Tudo isso tenho feito desde a minha mocidade. Disse-lhe Jesus: Ainda te falta uma coisa: Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá aos pobres, e terás um tesouro no céu; depois vem e segue-me” (Mt 19:16-21).

Aqueles que adoram a Deus com reservas, inclusive na área financeira, retendo os dízimos e as ofertas, parecem estar incluídos entre os que honram com os lábios, mas tem os seus corações distantes de Deus (Mt 6:24). Longe de nós tal coisa, irmãos!

O fiel mordomo serve a Deus sem reservas, com o fervor de sua alma, tendo consciência de que os dízimos e as ofertas são parte de sua verdadeira adoração a Deus. Observe a recomendação de Salomão: “Honra ao senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares” (PV 3:9-10).

Que a entrega dos nossos dízimos e das nossas ofertas seja um gesto constante de adoração a Deus.


Leia todos os artigos sobre este assunto aqui:

  1. Adoração a Deus
  2. Gratidão a Deus
  3. Amor a Deus
  4. Amor ao Próximo
  5. Investimento no Reino de Deus
  6. Prova de Fé


Fonte:
Departamento de Educação Cristã
Paulo Cesar Amaral


2 comentários:

  1. Sérgio disse: Papo furado. Jesus disse que a verdadeira religião é visitar órfãos e viúvas. Ou seja, acudir aos mais necessitados. Jesus não pagava dízimos. Conversa fiada. Dízimos servem aos pastores e não a DEUS.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza, caro anônimo você deve ter visitado muitos órfãos e muitas viúvas, inclusive ajudando-os em suas necessidades mais urgentes.

    Lembre-se de que ninguém é salvo por obras, mas, unica e exclusivamente pela fé e a fé nos faz praticar as obras que "Deus de antemão preparou para que andássemos nelas" e inclui-se a devolução do dízimo por todas as razões citadas no texto.

    Você deve ser um crente exemplar, um verdadeiro santo.

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.