Header Ads

A Grande Festa


“Alegremo-nos, exultemos, e demos-lhe glória, porque são chegadas as bodas do cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou”. Apocalipse 19. 7.

Muitas são as festas que participamos. Algumas são pessoais, outras sociais e ainda há, as festas públicas, acompanhadas normalmente de feriados. Nestas festas participamos muitas vezes com forte motivação e outras por obrigação social. O resultado nem sempre é alegria.Mas há uma festa maravilhosa, imperdível e que ocorrerá em breve, descrita em Apocalipse 19 que vale a pena refletir.

O Anfitrião desta festa é o Senhor Jesus Cristo, recebendo o nome de Cordeiro, Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. O nome Cordeiro revela o meio pelo qual Ele ofereceu ao mundo como único meio de salvação. E devido o seu ressurgimento dentre os mortos podemos chamá-Lo de Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. Foi no Calvário, de braços abertos, que derramou Seu precioso sangue. Porém, para a nossa perpétua alegria, ressuscitou após três dias.

O local desta festa não é na terra, mas no Céu. O Versículo um diz “Ouvi no Céu uma grande voz”. A terra contaminada não será o palco, mas sim o lugar do Trono de Deus, do Paraíso Eterno, o mais lindo, glorioso e perfeito lugar do universo. Os músicos deste evento serão os Anjos e todos os que foram salvos pela graça e misericórdia do Senhor. O Versículo 6 anuncia “Então ouvi uma como voz de numerosa multidão, como de muitas águas, e como de fortes trovões, dizendo: Aleluia ! pois reina o Senhor nosso Deus, o Todo-Poderoso.”

A Família Terrestre, membros do Corpo de Cristo, de todos os tempos, tribos e nações juntamente com a família Celeste (os seres angelicais) estarão presentes. A festa em si é o casamento de Cristo com a Sua noiva a Igreja. “Alegremo-nos, exultemos, e demos-lhe glória, porque são chegadas as bodas do cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou”. V. 7.

O Convite é desde os tempos antigos, assinado pelo sangue da Cruz e destinado a todos sem acepção. Embora, infelizmente, nem todos estarão lá, porque preferiram o desprezo eterno ao invés da festa.

E você já se arrumando para esta festa?

***

Fonte: Texto de autoria do Pastor Elias Alves Ferreira compartilhado no PC@maral

Um comentário:

  1. Seria tão bom se ouvissimos novamente este tipo de pregações nas igrejas, não é mesmo meu amigo?? mas infelizmente ninguém esta preocupado com o porvir. Paz seja contigo!

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.