Header Ads

Por Que Não Sou Um Bom Dizimista?

Porque gastais o dinheiro naquilo que não é pão; e o vosso suor naquilo que não satisfaz? Ouvi-me atentamente, comei o que é bom, e vos deleitareis com finos manjares. (Isaías 55:2)

Quais os fatores que levam muitos cristãos a serem maus contribuintes na casa de Deus? É por vivermos num país considerado pobre? São os salários baixos a razão de muitos não contribuírem para a igreja do Senhor? A resposta é não! Sabemos que empresários, artistas famosos, grandes comerciantes e pessoas aparentemente bem sucedidas também tem seus problemas financeiros. Por que isso acontece? Entre muitas razões, destaco três atitudes humanas que impedem muitos cristãos de terem uma vida próspera e de serem bons contribuintes na igreja de Cristo.

Primeira razão: Atitude egoísta – É marca daqueles cristãos que centralizam tudo em si mesmos, em detrimento dos interesses dos outros. Tais pessoas nunca estão dispostas a ajudar a quem precisa; não abrem a mão para contribuir, porque tem o coração endurecido. São irmãos distantes da palavra de Deus, que ensina ser bem melhor dar do que receber. A atitude egoísta cria um estado de usura grande como uma rede de malha fina, em volta do individuo. Assim, a pessoa é envolvida, por essa rede maligna, que não lhe permite tirar coisa alguma do que tem, para distribuir aos outros, e que também o impede de receber a bênção de Deus.

Segunda razão: Atitude de cobiça – É característica daqueles cristãos que amam ajuntar tesouros e possuir bens descontroladamente. Na linguagem popular, têm o “olho grande”, pois tudo que vêem desejam para si, custe o que custar. A cobiça influencia o individuo a comprar o que pode e o que não pode; conduz a pessoa a tomar dinheiro emprestado, a desfazer-se de bens úteis e a viver endividada. A inveja, que é o desejo intenso de possuir o que é de outrem, também colabora para que a pessoa pratique a cobiça. Da mesma forma, a vaidade leva o individuo a achar que ter coisas o torna melhor do que outros. Assim, a atitude de cobiça impede a pessoa de contribuir e de receber bênçãos de Deus.

Terceira razão: Atitude consumista – As propagandas, as liquidações e as supostas vantagens que o mercado oferece são ofertas mundanas que enchem os olhos das pessoas, fazendo que gastem tudo o que ganham. Não há nada de errado em as pessoas se alimentarem, se vestirem e possuírem os melhores bens. O erro está em gastarem mais do que aquilo de que dispõem. Todavia, a atitude consumista lhes dá cegueira, a ponto de não enxergarem os limites do saldo bancário, e provoca desorganização na economia do lar, da empresa, dos negócios. Para evitarmos essa atitude, precisamos estar com o coração aberto para Deus, colocando à disposição do Senhor todos os bens materiais e os desejos mais íntimos de nossa alma.

Lutemos, então, contra a atitude egoísta, a atitude de cobiça e a atitude consumista. Peçamos ao Pai sabedoria para usarmos corretamente o nosso dinheiro, pois o Senhor deseja que estejamos bem, em todos os sentidos; que vivamos bem, espiritualmente, fisicamente e financeiramente.

Que Deus nos ajude.

***

DEC - PC@maral

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.