Header Ads

Também Vós Quereis Ir Embora?

Depois de o ouvirem, muitos dos seus discípulos disseram: Que palavras insuportáveis! Quem pode entender isto? Mas Jesus, sabendo no seu íntimo que os seus discípulos murmuravam a respeito disto, disse-lhes: Isto escandaliza-vos? E se virdes o Filho do Homem subir para onde estava antes? É o Espírito quem dá a vida,a carne não serve de nada: as palavras que vos disse são espírito e são vida. Mas há alguns de vós que não crêem. De fato, Jesus sabia, desde o princípio, quem eram os que não criam e também quem era aquele que o havia de entregar. E dizia: Por isso é que Eu vos declarei que ninguém pode vir a mim, se isso não lhe for concedido pelo Pai. A partir daí, muitos dos seus discípulos voltaram para trás e já não andavam com Ele. Então, Jesus disse aos Doze: Também vós quereis ir embora? Respondeu-lhe Simão Pedro: A quem iremos nós, Senhor? Tu tens palavras de vida eterna! Por isso nós cremos e sabemos que Tu é que és o Santo de Deus. (João 6:60-69)


E você está disposto a segui-lo no caminho do amor e do dom da vida?

O Evangelho coloca diante dos nossos olhos dois grupos de discípulos, com opções diversas diante da proposta de Jesus. Um dos grupos, prisioneiro da lógica do mundo, tem como prioridade os bens materiais, o poder, a ambição e a glória, por isso, recusa proposta de Jesus. Outro grupo, aberto à ação de Deus e do Espírito, está disponível para seguir Jesus no caminho do amor e do dom da vida, os membros deste grupo sabem que só Jesus tem palavras de vida eterna.

É este último grupo que é proposto como modelo aos crentes de todos os tempos. Na cena que o Evangelho de hoje nos traz, Jesus não parece estar tão preocupado com o número de discípulos que continuarão a segui-lo, quanto com o manter a verdade e a coerência do seu projeto. Ele não faz transferências fáceis para ter êxito e para captar a benevolência e os aplausos das multidões, pois o Reino de Deus não é um concurso qualquer… Não adianta escamotear a verdade: o Evangelho que Jesus veio propor conduz à vida plena, mas por um caminho que é de radicalidade e de exigência.

Muitas vezes tentamos “suavizar” as exigências do Evangelho, a fim de que ele seja mais facilmente aceito pelos homens do nosso tempo. Temos de ter cuidado para não desvirtuarmos a proposta de Jesus e para não despojarmos o Evangelho daquilo que ele tem de verdadeiramente transformador. O que deve preocupar-nos não é tanto o número de pessoas que vão à Igreja, mas é, sobretudo, o grau de radicalidade com que vivemos e testemunhamos no mundo a proposta de Jesus.

Um dos elementos que aparece nitidamente no nosso texto é a serenidade com que Jesus encara o “não” de alguns discípulos ao projeto que ele veio propor. Diante desse não, Jesus não força as coisas, não protesta, não ameaça, mas respeita absolutamente a liberdade de escolha dos seus discípulos.
Jesus mostra, neste episódio, o respeito de Deus pelas decisões (mesmo erradas) do homem, pelas dificuldades que o homem sente em comprometer-se, pelos caminhos diferentes que o homem escolhe seguir. O nosso Deus é um Deus que respeita o homem, que o trata como adulto e aceita que ele exerça o seu direito à liberdade.

Por outro lado, um Deus tão compreensivo e tolerante convida-nos a dar mostras de misericórdia, de respeito e de compreensão para com os irmãos que seguem caminhos diferentes, que fazem opções diferentes, que conduzem a sua vida de acordo com valores e critérios diferentes dos nossos. Essa “divergência” de perspectivas e de caminhos não pode, em nenhuma circunstância, afastar-nos do irmão ou servir de pretexto para o marginalizarmos e para o excluirmos do nosso convívio.

Deus nos abençoe em Cristo Jesus!
***

Fonte: Mulheres Sábias compartilhado no PC@maral

2 comentários:

  1. Texto forte e impactante. Desde que o li pelo primeira vez gostei dessa passagem.

    Jah tive dilemas parecidos em meu blog, onde um leitor achava que eu devia escrever o que ele queria ouvir e acabei usando essa mesma passagem. Acho que perdi o leitor, rs.

    Estarei acompanhando seu blog, eh muito bom.
    Segue o meu: http://vivendocomoservo.blogspot.com

    Que Deus o abencoe sempre.

    ResponderExcluir
  2. A paz do Senhor!

    Claudio, já estou lá seguindo seu blog.

    Deus te abençoe e obrigado por sua visita aqui no PC@maral. Fique a vontade para voltar sempre que quiser!

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.