Header Ads

Adoração que Deus não aceita


Deus é exigente quanto á adoração que prestamos a Ele. Veja que na Antiga Aliança as ofertas prestadas a Deus tinha que ser de qualidade, mesmo se tratando de alguém de baixa renda. “Nenhuma coisa em que haja defeito oferecereis, porque não seria aceita a vosso favor. O cego, ou quebrado, ou aleijado, ou verrugoso, ou sarnoso, ou cheiro de impigens, este não oferecereis ao Senhor e deles não poreis oferta queimada ao Senhor sobre o altar”. Levítico 22. 20 e 22.

O estilo de adoração mudou, hoje não adoramos a Deus através de animais e sim com os nossos corpos. “Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional”. Rm. 12.1.

Mesmo que não apresentemos a Deus animais para a adoração, os nossos louvores, serviços e cultos devem ser da melhor qualidade – Claro que dentro das condições de cada um. Porém, não nos iludamos, nem toda adoração Deus aceita. Veremos agora com base bíblica algumas adoções que Deus rejeita.

Em pecado

Deus não recebe a adoração de alguém que está em pecado. Lemos em Isaias 59. 1 que as nossas iniquidades fazem um muro de separação entre Deus e o homem, todo e qualquer trabalho espiritual realizado por uma pessoa que está em falta com Deus, é considerado sacrifício em vão, pois, Deus não irá aceitar. Um exemplo disso é Caim. Você sabe por que Deus não recebeu a oferta de Caim ? Saiba que a própria bíblia nos dá a resposta: “ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante. Então, lhe disse o SENHOR: Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante? Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo.”. (Gênesis 4:5-7). O fato de Deus não atentar para a oferta de Caim, não é porque os frutos estavam podres como dizem alguns, e sim porque ele não fazia o bem. Tanto que Deus lhe dá um conselho: “Se procederes bem, não é certo que serás aceito?”. Se quisermos ter a nossa adoração recebida pelo o Senhor precisamos andar em santidade diante a sua presença, assim como fez Abel e alcançou testemunho de que era justo. Hebreus 11:4.

Sem comunhão com o irmão

Veja o que o próprio Jesus fala a respeito disso: “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem, e apresenta a tua oferta”. (Mateus 5:23-24). O Apóstolo João completa escrevendo: “Mas aquele que aborrece a seu irmão esta em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhes cegaram os olhos.” (I João 2:11). Para que o Senhor receba a nossa oferta, precisamos estar em comunhão não só com Deus, mas também com o próximo.

Coração endurecido

Esta frase “Coração Endurecido“ se refere ao estado sentimental de uma pessoa em relação as coisas de Deus. “Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração, como na provocação.“ Hebreus 3. 15. Este é um exemplo de um coração duro, por causa da rejeição a palavra de Deus.

Na adoração acontece o mesmo. Precisamos chegar na presença de Deus com um coração quebrantado, em um estado de total dependência e carência dele. O Rei Davi era um exímio adorador, e ele nos dá uma receita para que a nosso louvor seja aceito por Deus. “Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezaras ó Deus.” Salmos 51. 17.

De qualquer jeito

"Ninguém aparecerá diante de mim de mãos vazias". Êxodo 34:20. Deus deseja que seus servos sempre tragam alguma oferta a ele para assim o agradar, Deus sempre exige o melhor, dentro das condições de cada um.

Quando Deus falou a Moisés no monte Sinai, de muitas coisas que Deus exigiu de seu povo, uma delas foi a qualidade no sacrifício oferecido. “Nenhuma coisa em que haja defeito oferecereis, porque não seria aceita a vosso favor. O cego, ou quebrado, ou aleijado, ou verrugoso, ou sarnoso, ou cheiro de impigens, este não oferecereis ao Senhor e deles não poreis oferta queimada ao Senhor sobre o altar” Levítico 22. 20 e 22.

O mesmo vale para o “Israel espiritual” de hoje, a IGREJA. Não é porque estamos em outra dispensação que vamos fazer a obra de Deus de qualquer maneira. De maneira nenhuma! Deus continua exigindo dos seus servos o melhor que eles podem fazer. “Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpo em sacrifício vivo, santo, e agradável a Deus, que é o vosso culto racional”. Romanos 12. 1

Todo empregado de uma empresa está acostumado a ouvir o seu patrão sempre lhe exigir o melhor, e na maioria das vezes o empregado atende ao pedido do patrão dando o melhor de si para alcançar as metas e os objetivos traçados pela empresa.

Porque não fazer o mesmo ou ainda melhor para o Senhor? Pois ele está acima de toda e qualquer empresa, é ele quem nos dá a saúde necessária para executarmos todo o trabalho diário e tantos outros benefícios que já foram citados, que a partir de agora quando o seu pastor lhe der uma tarefa para ser realizada faça da melhor forma possível, para que esta oferta seja aceita pelo Senhor.


Uma adoração dividida

A nossa adoração deve ser voltada unicamente a Deus, pois no decorrer da história bíblica vemos Deus condenar de maneira clara que seus servos dividissem a sua atenção com outros deuses. O interesse de Deus é que venhamos a tomar uma decisão quanto a nossa posição de adoradores. Exemplo disso foi a palavra transmitida a Israel por intermédio do profeta Elias. “Então, Elias se chegou a todo o povo e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o; e, se Baal, segui-o”. I Reis 18.21.

A mesma decisão ele exigiu na Nova Aliança. “Eu sei as tuas obras, que nem és frio nem quente. Tomara que foras frio ou quente”! Apocalipse 3. 15. Deus aborrece a duplicidade (Salmos 119. 113). Ele deseja que venhamos servi-lo e adorá-lo de todo o coração, e não dividir com mais ninguém. Deus não aceitará a adoração de alguém, que louva a dois Senhores (Mateus 6.24).

Adoração sem fé

Fé é crer naquilo que não se vê, e ter certeza naquilo que ainda vai acontecer (Hebreus 11.1). Deus não aceita a adoração de alguém que se aproxima dele sem fé. “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam”. Hebreus 11.6.

Todas as vezes que nos aproximarmos de Deus para adorá-lo não podemos fazê-lo como se estivermos apresentando um trabalho de escola ou algum serviço na empresa. Devemos entender que o nosso serviço prestado ao Senhor não é material e sim espiritual, vemos uma longa lista dos Heróis de Fé em hebreus capitulo 11, e todos alcançaram o favor do Senhor mediante a fé.


Fonte:
Extraído do livro – A Verdadeira Igreja de Weslei Pinha




3 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá Priscila.
      Amém! Glórias a Deus que o texto levou edificação a você.
      É edificante para mim também saber que os textos aqui do blog abençoam aos leitores.
      Glórias a Deus pela sua vida.
      Fica na Paz.

      Excluir

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.