Header Ads

Eu perdôo você

“... E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais” (Jo 8.11).

Por Jailton de Souza 

Era madrugada e Jesus estava a ensinar no templo (v.2). Aparentemente, tudo estava correndo normalmente até que, inusitadamente, os escribas e fariseus trouxeram, à presença do Mestre, uma mulher que fora flagrada no ato de adultério. Ora, contra provas não há argumentos! De fato, aquela mulher havia mesmo praticado tal pecado e estava por demais aflita, pois a cada passo que dava, sabia ela que estava seguindo, literalmente, em direção à morte. A pena para o seu grave erro era a morte por apedrejamento. Ela estava em apuros! Em uma sociedade preconceituosa, hipócrita e sem piedade, aparentemente, ninguém era por ela. Ninguém se importaria se qualquer mal lhe ocorresse.

O pecado cometido foi suficiente para que a mulher ficasse envergonhada, aflita e desesperada. Quanto mais tocavam nesta grave ferida, estraçalhado tornava-se o seu coração. Observe o argumento usado pelos acusadores da mulher no versículo cinco: “E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?”.  Note que o argumento é forte; eles queriam confrontar a Cristo com a lei. Veja, porém, a resposta de Jesus no versículo sete: “... Aquele que dentre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela”. Todavia, eles não levaram em consideração o fato de que não há lei que tenha o poder e a autoridade de lançar por terra as palavras de Cristo! Não há ser humano que tenha autoridade o suficiente para condenar a quem Jesus perdoou! Sim, Cristo perdoou a mulher; ela teve uma nova chance!

Pode ser que você esteja passando por situações angustiantes, nas quais o que você mais precisa é de palavras encorajadoras, de conselhos confortantes e da companhia das pessoas que você ama. Porém, o que você tem recebido nada mais é do que acusações, afrontas, escárnios e críticas. Todavia, Jesus dá uma nova chance para você também, pois ele é aquele que perdoa!

Muitos poderão lhe acusar por causa do seu “passado de deslizes”, mas jamais poderão impedir a ação perdoadora de Jesus sobre a sua vida! É Deus quem diz a você: “... Ainda que os vossos pecados são como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que são vermelhos como o carmesim, tornar-se-ão como a lã” (Is 1.18). Poderíamos ocupar muitas páginas citando textos que comprovam o perdão de Cristo para nós. Contudo, o nosso desejo é que você entenda que o perdão de Cristo é uma realidade presente na sua vida. Creia neste perdão, em nome de Jesus!

Em Cristo,
***

Fonte: Miss. Jailton Sousa Silva compartilhado no PC@maral

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.