Header Ads

Uma vida de culto favorece o culto da vida

Por Pr. Edmilson Mendes


Em nome de Jesus. Com estas palavras iniciamos e terminamos nossos cultos. Entre o início e o término, o conteúdo do culto é preenchido por música, testemunho, oração, leitura bíblica e mensagem. O comum em todas as partes do conteúdo é o destaque que é dado ao nome de Jesus, exaltado na música, reconhecido no testemunho, invocado na oração, presente na leitura e proclamado na mensagem. Retire Jesus e o sentido do culto se esvaziará. Culto é adoração, homenagem e reverência a uma divindade. Chamamos de Culto Cristão porque neste culto o adorado, homenageado e reverenciado é Cristo.

Esta é a razão pela qual milhares de pessoas têm uma vida de culto:  Emanuel, o Deus conosco, sempre está presente. O incrédulo, incapaz de compreender, pergunta: Por que aquele casal do apartamento em frente, há 30 anos vai sistematicamente à igreja? Por que, mesmo com frio e chuva, eles não faltam? O que tem de tão atraente na igreja que eles freqüentam? São perguntas razoáveis, que a incredulidade, por si só, justifica. A vida de culto aprecia a liturgia e toda sua dinâmica, mas só se realiza por causa do transcendental. O invisível que só a fé enxerga e sente, posto que só é invisível aos olhos, porém vivo e real no coração.

Quem leva vida de culto já entendeu: Cristo está presente! Com a presença dEle, portanto, tudo muda. Como se comportam os súditos da rainha quando ela está presente? Os fãs do ídolo quando diante dele? Os torcedores junto ao camisa 10? Consegue perceber as razões daqueles que seguem a Cristo? Foram transformados e vivem na presença de Cristo, em comunhão com Ele, compartilhando a intimidade do amor do Pai. Se na presença de humanos notáveis por seus reconhecidos talentos e habilidades milhares ficam extasiados, por que os cristãos não ficariam maravilhados na presença dAquele que deu a vida por todos nós?

Eis aqui o motivo pelo qual a vida de culto favorece o culto da vida. Todos que entendem e reconhecem a Jesus como a razão e o centro do culto, não se deixam laçar pelas múltiplas armadilhas que atrapalham igrejas, pois quando não se presta culto a Deus se presta culto a outras pessoas e coisas. Pessoas e coisas não salvam, não redimem, não transformam, apenas produzem confusão e frustração. Já a vida de culto focada única e exclusivamente em Jesus rapidamente assimila as palavras do próprio Cristo: ''...eis que estou convosco todos os dias...'' Ou seja, não apenas no dia e horário do culto, mas todos os dias. Desta forma o culto da vida é favorecido, pois a correta visão de que Cristo está presente o tempo todo e a tudo vê, traz paz, segurança, confiança, conforto, alento, esperança. Pelo olho da fé já não vou sozinho a reuniões, eventos, compromissos, pois Jesus, sempre, está presente.

O culto da vida também tem a sua liturgia. Ingredientes como respeito, afeto, tolerância e perdão não podem faltar. A saudável vida de culto se encarregará de produzir tais ingredientes favorecedores, pois as palavras de Cristo que citei no parágrafo acima são precedidas por um mandamento: Ide e pregai. Ou seja, a vida de culto ensina a viver o culto da vida testemunhando através do caráter, da gentileza, da bondade, da generosidade, enfim, de um equilíbrio integral que traz coerência entre o que faço e pratico no culto da vida com aquilo que faço e pratico na vida de culto. Assim caminhamos, enfrentando problemas, superando obstáculos, usufruindo conquistas. Sabendo como começamos, como estamos indo e, enfim, aonde chegaremos. Tudo, sempre, em nome de Jesus.

Paz!

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.