Header Ads

Evangelho, poder de Deus para salvação de todo aquele que crê!


Pregar o evangelho é uma ordenança de Jesus. Antes de subir aos céus deu ordem aos discípulos: “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.” (Mc 16:15-16). Esta é a missão primordial de todo cristão!

O apóstolo Paulo fala sobre esta obrigação em sua carta aos crentes da cidade de Corinto: “Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!” (I Co 9:16). Nossa responsabilidade é dar testemunho acerca de Jesus, do que Ele fez por nós, para que nos reconciliássemos com Deus.

As pessoas precisam reconhecer que algo mudou em nós. Antes caminhávamos para a morte, agora, graças a Jesus, caminhamos para a vida eterna. E esta condição está à disposição de todas as pessoas, que, ouvindo o evangelho, olham para Jesus e aceitam seu convite maravilhoso para fazer parte da família de Deus.

Esta é uma ordenança que deve ser obedecida, e Deus não nos dá nenhuma ordem que não possamos cumprir. Ao pregar o evangelho, não pense você, querido irmão, que está sozinho nessa empreitada, o Espírito Santo do Senhor está conosco para convencer o homem do pecado do juízo e da justiça. Nossa missão é pregar, em tempo e fora de tempo, a missão do Espírito Santo é nos capacitar para pregar e é Ele, somente Ele quem convence o homem, ou seja: regenera esse homem caído, pecador, inimigo do Senhor.

Esta é uma obra de Deus, exclusiva Dele, onde o homem é participante passivo para que não se glorie, “porque pela graça somos salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus”. (Efésios 2:8). Não é resultado de esforço humano, pois o Senhor continua: “Não vem das obras, para que ninguém se glorie;” (Efésios 2:9). Todo homem é salvo, única e exclusivamente, pela graça de Deus, mediante a fé em Seu Filho Jesus Cristo.

Como compreender que a missão do homem é a de pregar e que, é Deus quem quebra e converte os corações duros? Para isso separei dois personagens bíblicos. Dois homens que viveram em épocas diferentes, com corações diferentes e resultados completamente opostos.

Um deles foi Noé:

Diz a Bíblia que o Senhor, “a Noé (...) mostrou benevolência” (Gn 6:8) escolhendo-o para uma grande obra. Deus deu ordens detalhadas para que ele cumprisse uma missão, e, diz a palavra que: “Noé fez tudo exatamente como Deus lhe tinha ordenado”. (Gn 6:22 NVI). Noé, enquanto construía a arca, pregava o dilúvio que haveria de vir sobre toda a terra, e, que, a salvação da humanidade dependia em que acreditassem na mensagem enviada por Deus.

Noé pregou o juízo de Deus enquanto construía a arca, não se sabe ao certo quanto tempo levou a construção, alguns estudiosos falam em cento e vinte anos, baseando no versículo três do capitulo seis de Gênesis. Outros defendem um espaço de tempo mais curto, já que Noé concebeu seus filhos, aproximadamente com a idade de quinhentos anos e, quando Deus lhe ordenou que construísse a arca seus filhos já estavam casados.

O fato é que: ninguém do povo daquela época se arrependeu, ninguém se converteu e ninguém creu em sua pregação, e, ao ordenar Deus à entrada na arca, somente Noé, sua esposa, seus três filhos, e suas três noras, se salvaram, ao todo sete pessoas: “Ele [Deus] não poupou o mundo antigo quando trouxe o dilúvio sobre aquele povo ímpio, mas preservou Noé, pregador da justiça, e mais sete pessoas”. (II Pe 2:5).

Noé era homem justo e pregava a justiça demonstrando amor pelas vidas que haveriam de deixar de existir por causa do castigo de Deus sobre toda a terra. Noé obedeceu a tudo quanto o Senhor lhe ordenara, mas, infelizmente não deram ouvidos a sua voz e, todos, fora da arca, morreram por causa do dilúvio. Noé pregou, mas ninguém aceitou seu testemunho.

O outro personagem bíblico é Jonas:

A Bíblia diz que o Senhor chamou a Jonas e lhe disse: “Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença”. (Jn 1:2) Deus separou este homem para uma grande tarefa. Deus explicou a Jonas sobre a situação e deu ordens detalhadas para que ele cumprisse uma missão, mesmo assim, diz a Palavra: “Jonas se levantou para fugir da presença do SENHOR para Társis. E descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do SENHOR”. (Jn 1:3).

A atitude de Jonas foi oposta a de Noé, que fez “consoante as ordens do Senhor” (Gn 7:5). Jonas odiava os habitantes de Ninive, inimigos declarados de Israel, ele desejava vingança e não misericórdia. A missão era extremamente desagradável para ele, tanto que preferiu fugir de Deus a obedecer-lhe a ordem.

O que o profeta esqueceu foi que Deus tem o controle de todas as coisas e que nenhum de seus planos pode ser frustrado; “Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido”. (Jó 42:2).

Ninguém era menos merecedor do favor de Deus do que o povo de Ninive, a capital da Assiria. Jonas sabia disto e compreendia que Deus os perdoaria e abençoaria, se abandonassem o pecado e o adorassem. Jonas conhecia o poder da mensagem divina e que, mesmo através de sua humilde pregação, eles responderiam e seriam poupados do juízo de Deus.

Diferentemente de Noé que tinha amor no coração ao pregar o juízo de Deus, Jonas tinha extremo ódio, e, relutante e contrariado, pregou aos habitantes daquela cidade. Todos se converteram apesar do desprezo no coração de Jonas. “E veio a palavra do SENHOR segunda vez a Jonas, dizendo: Levanta-te, e vai à grande cidade de Nínive, e prega contra ela a mensagem que eu te digo. E levantou-se Jonas, e foi a Nínive, segundo a palavra do SENHOR.

Ora, Nínive era uma cidade muito grande, de três dias de caminho. E começou Jonas a entrar pela cidade caminho de um dia, e pregava, dizendo: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida. E os homens de Nínive creram em Deus; e proclamaram um jejum, e vestiram-se de saco, desde o maior até ao menor. Esta palavra chegou também ao rei de Nínive; e ele levantou-se do seu trono, e tirou de si as suas vestes, e cobriu-se de saco, e sentou-se sobre a cinza. E fez uma proclamação que se divulgou em Nínive, pelo decreto do rei e dos seus grandes, dizendo: Nem homens, nem animais, nem bois, nem ovelhas provem coisa alguma, nem se lhes dê alimentos, nem bebam água; Mas os homens e os animais sejam cobertos de sacos, e clamem fortemente a Deus, e convertam-se, cada um do seu mau caminho, e da violência que há nas suas mãos”. (Jn 3:1-8).

Concluindo

Não importa se você prega o evangelho e ninguém se converte, também não importa se você prega o evangelho e todos se convertem, não é mérito seu ou meu quando alguém responde positivamente a mensagem da salvação, é mérito, único e exclusivo do Espírito Santo. Isso tem o nome de ação regeneradora e não nos é concedido este dom, é dom de Deus para que ninguém se glorie.

Lembre-se das palavras do apóstolo Paulo: “Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é quem fazia crescer; de modo que nem o que planta nem o que rega são alguma coisa, mas unicamente Deus, que efetua o crescimento. O que planta e o que rega têm um só propósito, e cada um será recompensado de acordo com o seu próprio trabalho. Pois nós somos cooperadores de Deus; vocês são lavoura de Deus e edifício de Deus”. (I Co 3:6-9)

Não se preocupe, concentre-se apenas em Deus e pregue o evangelho, Deus fará a obra, no tempo certo, na hora certa, e da maneira certa. Tudo de acordo com a Sua Soberana Vontade. Prepare-se e pregue Jesus Cristo homem, crucificado, morto, ressuscitado, exaltado, Senhor e Deus Meu!

“Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3:16), entendeu? Deus amou o mundo de tal maneira, de uma maneira que não podemos compreender, mas amou e deseja que amemos também, assim como Ele amou. Não o mundo ou as coisas do mundo, mas as pessoas que estão no mundo.

Lembra que um dia eu e você estávamos no mundo? Antes de Jesus nos chamar éramos praticantes do pecado, tanto ou piores do que as pessoas lá fora. Mas Jesus nos libertou desta escravidão e agora estamos livres por causa Dele, por causa de Jesus. “Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados” (1 Jo 4:10).

Jesus orou por nós: “Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal”. (Jo 17:15) para que Deus Pai nos guardasse de todo o mal ao anunciar sua mensagem para o mundo, pois a ordem é: (...) Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. (Mc 16:15).

Façamos a nossa parte que Deus fará a Dele, pois Deus declara: “Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei”. (Isaías 55:11)


Fonte:
Pb Paulo Cesar Amaral


6 comentários:

  1. otima postagem, visite também o meu blog www.sigaajesus.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Excelente texto. Muitos irmãos sentem uma certa frustração ao evangelizar e as pesoas não ouvirem ou não aceiterem o convite para conhecer o Senhor Jesus. Mas isto, como diz vc no texto, é a parte que cabe somente a Deus. Somos seus cooperadores. Não somos nós que convertemos os corações, mas sim o Espírito Santo.

    Que Deus nos ajude nessa jornada.

    ResponderExcluir
  3. Excelente texto. Muitos irmãos sentem uma certa frustração ao evangelizar e as pessoas não ouvirem ou não aceiterem o convite para conhecer o Senhor Jesus. Mas isto, como diz vc no texto, é a parte que cabe somente a Deus. Somos seus cooperadores. Não somos nós que convertemos os corações, mas sim o Espírito Santo.

    Que Deus nos ajude nessa jornada.

    ResponderExcluir
  4. Mas que mensagem é essa?
    Que palavras sao essas?

    Onde esta a palavra da prosperidade aqui que quase todas as igrejas pregam nessa geração ?

    Cade a palavra que fala que se eu pagar o carne de gideao ( "igreja" renascer ) eu receberei sete vezes mais ?

    Cade a palavra dos carnes do valdomiro ?..ou da Biblia de 900 reais do Maracutaia, ou descupe, do Malafaia?

    Cade a sessão do descarrego da unireal , ou descupe, da universal?

    Quando contemplo um texto desses, simples, puro, direto aos nossos corações chego a pensar que isso é heresia de tão distorcido o evangelho que estamos ouvindo nesses dias.

    Parabens por essa mensagem que veio do trono do nosso Deus.

    Pastor Caleb.

    ResponderExcluir
  5. GOSTEI DO TEXTO!VOU FAZER UMA CRITICA: ODEIO ESSES QUADROS Q PASSAM UMA IMAGEM DO SENHOR TODO EFEMINADO,PQ ELE É O LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ,REI FORTE, VITORIOSO!EU NÃO SEI PQ A MAIORIA DOS ARTISTAS RETRATARAM JESUS JESUS DESSA FORMA...

    PS:NÃO ENTENDO NADA DE ARTE.

    JULIANA FERREIRA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juliana a Paz de Cristo. Atualizei o artigo e troquei a imagem.

      Deus a abençoe!

      Excluir

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.