Header Ads

As igrejas estão Influenciando ou sendo influenciadas pelo mundo?


“A crise intelectual faz dos evangélicos imitadores culturais. Em vez de serem originadores, passam à adaptar a igreja o que encontram no mundo. Perdem a mente cristã e passam a adaptar a musica, gostos, valores e idéias ao padrão, ao nomos do “povo”.” (1).

Quando Rubem Amorese escreveu seu livro Icabode da mente de Cristo à Consciência Moderna e o publicou em 1998 o assunto por ele tratado deve ter “arrancado os cabelos” de muita gente. Passados treze anos, podemos constatar, abismados, que tudo se intensificou.

Sobre o destaque no topo deste post, mesmo antes de conhecer a obra deste autor, eu mesmo, não cansava de repetir isto para meus irmãos na igreja: “por que nossos jovens, ao invés de influenciar o mundo são influenciados por ele?” “Por que não desejam mais aprender como os jovens do passado, e por que são presas fáceis de qualquer vento de doutrina e novidades que surgem a todo instante no meio cristão?” A resposta que me davam era: “Eles são a geração ‘Y’!” Essa era a justificativa que a liderança usava para dizer: “não sabemos o que está acontecendo”.

O mais incrível é que existem lideres que sabem o que está acontecendo, e usam esta “crise intelectual” para se projetar, para engrandecer seu próprio nome. Ao invés de combater essa tendência e contribuir para o aperfeiçoamento desses jovens, e de novos convertidos, fazem uso de artimanhas para manipular a membresia da igreja.

Mas nada disso é novidade, o apostolo Paulo fala a seu filho na fé Timóteo: “Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.” (II Tm3:1-5)

Esses homens têm aparência de piedade, mas nenhuma autoridade espiritual dada por Deus. Basta olhar e ouvir seu falar, são ocos, vazios de qualquer sentimento em eqüidade com o Senhor Jesus. Como não estão autorizados por Ele, fazem uso das técnicas mundanas de convencimento. Emoção, emoção, emoção, é a palavra chave. “Se o publico chorar emocionado é porque o culto foi bom, consegui meu intento”,

Leia aqui o post como pensa o animador de plateias gospel.

Ao mesmo tempo em que os jovens perdem feio as batalhas espirituais, ele perde feio em tentar influenciar fazendo uso da palavra de Deus. Como não crê que somente a palavra irá dar o resultado que tanto busca, lança mão de seus projetos e passa a adaptar à igreja o que dá certo no mundo, a isso chamamos "pragmatismo religioso".

A música agora não é mais para adorar a Deus, o Rei do Universo! É para emocionar crentes que participam do “culto show”. No momento certo, na altura e tom certo, isso sim “dá certo”!

Palavra de arrependimento? Palavra de confissão de pecados? Palavra que faça o crente olhar para dentro de si e analisar seu comportamento e se arrepender de seus pecados? Palavra que gere mudança de vida? Nem pensar! Só vitória, vitória e mais vitória! O que importa é encher os bancos da igreja com gente feliz!

Em resumo: A igreja se tornando mundana, tomando a forma do mundo. Exatamente o oposto da vontade do Senhor Jesus: “E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12:2) – “Como filhos obedientes, não vos conformando com as concupiscências que antes havia em vossa ignorância;” (1 Pedro 1:14).

Será que nossas igrejas estão ficando do jeito que o mundo gosta? Igrejas "ao gosto do freguês" ?

Encerro esta reflexão [desabafo] com outra frase do mesmo autor:

“Está nascendo uma geração que não conhece, não sabe ler, não sabe estudar, não sabe citar a Bíblia”. 

Trazendo para nosso tempo, posso afirmar constrangido e perplexo: "Já nasceu a geração que não conhece, não sabe ler, não sabe estudar, não sabe citar a Bíblia!" Em síntese: É possível que alguns nem saibam o que é ler uma Bíblia!



Nota:
(1) - AMORESE Rubem – ICABODE Da mente de Cristo à Consciência Moderna – Viçosa : Ultimato, 1998 pág. 130

Paulo Cesar Amaral - PCamaral

4 comentários:

  1. olha nao sou evangelica nem catolica. mais eu concordo com voce em cada palavra.mais eu creio que já estamos vivendo a fome e sede da palavra de Deus. não se fala mais em comprometimento.se voce liga um rádio a tv se sai na rua escuta falar em Deus igrejas promovendo aqui vai ter bençaos vai ter milagres.apesar de em sua volta estar igrejas programas de tv escancarados aos quatro cantos, ainda quem procura volta com vazio com fome e sede.sei que estou errada mais nao consigo me adaptar a esses ensinos. e percebo que o numero de pessoas sem religiao está crescendo. percebo que estao querendo que Deus se converta ao mundo e nao o contrário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está certa em suas colocações. Creio que existe fome em conhecer o Deus Criador e Mantenedor. O Deus Salvador. Existe também uma acomodação das pessoas em procurar conhecer esse Deus. E isso só acontece com a leitura da Bíblia. Somente pela leitura da Palavra de Deus podemos conhecê-lo. Não existe outra forma. Sem conhecimento da Palavra o povo definha e morre vitima das mentiras deste mundo.

      O Senhor Jesus mesmo diz: "O meu povo é destruido porque lhe falat conhecimento"

      Deus te abençoe!

      Excluir
  2. Shalon Adonai! amado, na verdade essa água do poço de Jetrho, pode não agradar a todos. Agora convocar pastores e rotular de "animadores gospel", creio não ser bem assim. Na minha cosmovisão, diz ser preciso uma geração diferente e que queira ser conquistada, que queira aceitar as regras de ser evangélico e não ter uma vida evangélica. É duro, mais que diamante e que muitos animadores ainda encontram a esperança de uma dia pode dizer: FUI VITORIOSO. Cada um na sua simpatia, cada um e muitos pastores agradando a Deus e sendo fieis, todos os dias. Discordo de animadores, mas concordo que sã muito "VIBRANTES PELA PALAVRA. HALLELUJAH

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu irmão, você é livre para discordar mas temos de lembrar o exemplo dado por Jesus. Ele não falava para agradar ninguem. Ele falava a verdade para que as pessoas refletisse e se arrependessem de seus pecados.

      Não estamos aqui para animar ninguém, muito pelo contrário, estamos aqui para abrir os olhos das pessoas de que a volta de Jesus esta cada vez mais perto e se as pessoas não renunciam a suas paixões e continuam querendo ser agradadas, entretidas, então me desculpe o caminho não é esse.

      A vida como servo e discipulo é séria, e de uma responsabilidade extrema pois somos atalaias de Deus. E Ele nos mandou falar e não animar.

      Que Deus nos ajude nessa tarefa para que possamos resgatar do fogo o máximo de almas que pudermos pela pregaçao do evangelho de Cristo Jesus.

      Deus lhe abençoe!

      Excluir

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.