Header Ads

Porque Devemos Evangelizar?


Esta é uma daquelas perguntas que precisam ser respondidas. Não dá simplesmente para dizer “Porque sim!” ou “Porque não!”. Se não soubermos a razão porque devemos evangelizar, podemos fazer desta, uma prática mecânica e sem vida. Então, vamos apresentar, à luz da Escritura, ao menos três razões para a evangelização. A primeira e mais importante é:

Por causa da glória de Deus

De acordo com as Escrituras, o homem existe para glorificar a Deus. Ele nos criou para vivermos para a sua glória! (Is 43:7; Ef 1:11-12; 1 Co 10:31). É justamente por saber disso que acredito que o objetivo primeiro que deve nos impulsionar à evangelização não é o bem estar dos homens, mas a glória de Deus. Quando saímos para evangelizar, o que mais deve nos motivar não é a popular “paixão pelas almas”, mas o nosso amor por Deus e nossa preocupação em glorificá-lo. O amor aos perdidos falhará no caso daqueles a quem não conseguimos amar, por isso, o amor a Deus é o principal motivo para a evangelização.

Ao evangelizar, estamos anunciando ao mundo as grandezas da salvação preparada pelo Pai em favor da humanidade rebelde. Deus está sendo glorificado quando fazemos isso!

E, por favor, não me entenda mal. Não estou dizendo que não devemos amar as pessoas e que não devemos nos preocupar com elas. Não é essa a questão. A “paixão pelas almas” é importante e também é uma razão para evangelizarmos, mas não a central. O grande alvo da evangelização é a glória de Deus! Ao evangelizar, estamos anunciando ao mundo as grandezas da salvação preparada pelo Pai em favor da humanidade rebelde. Deus está sendo glorificado quando fazemos isso! Deus está sendo louvado quando seus gloriosos feitos são conhecidos! A glória de Deus está sendo exaltada quando pessoas o reconhecem como Senhor e começam a adorá-lo. Por isso devemos evangelizar!

E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. (Marcos 16:15-16)

Por causa do poder do evangelho

O evangelho é a mensagem do poder de Deus que pode revolucionar o mundo; transformando, salvando vidas e reconciliando o homem com Deus. Aqui está mais uma excelente razão para evangelizarmos. A cada dia que passa a corrupção alcança níveis nunca antes vistos, aumenta o número de lares que são destruídos, cresce a quantidade de famílias que tem filhos reféns dos vícios, das drogas. Só o evangelho pode dar jeito no que, aos nossos olhos, não tem jeito! Paulo acreditava no poder do evangelho: Não me envergonho do evangelho, pois é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu e também do grego (Rm 1:16).

De acordo com Mark Dever, pode haver um motivo egoísta para evangelizarmos. Segundo ele, algumas igrejas talvez não tenham qualquer interesse pela salvação de seus vizinhos, mas, ao mesmo tempo, são bastante preocupadas com o não terem de fechar suas portas. Esta é uma motivação bastante equivocada! Isto acontece quando a igreja não entende “por que devemos evangelizar?”.

Quando Paulo escreveu este texto, já fazia mais de vinte anos que a sua vida havia sido transformada pelo evangelho. Em Romanos 1:16, o apóstolo tem uma mente amadurecida e entende, de forma bem clara, que nenhum poder, seja ele político, social, econômico ou religioso, se compara ao poder do evangelho. Nós também temos esta certeza? Acreditamos no poder do evangelho? Cremos que ele pode dar novo rumo à vida do que está desorientado? Sabemos que ele é o poderoso método divino (BV) para nos indicar o caminho rumo ao céu? Então, proclamemo-lo!

A tarefa de anunciar Jesus é imperativa. Não há desculpas para fugir desta responsabilidade. Quando a igreja deixa de evangelizar, deixa também de ser evangélica. Se ela não evangeliza, precisa ser evangelizada, urgentemente!

Por causa da missão da igreja

Além da glória de Deus e do poder do evangelho, outra razão porque devemos evangelizar está relacionada diretamente à missão da igreja. Um dos aspectos da missão da igreja é a evangelização. Jesus disse: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda a criatura (Mc 16:15). Quando examinamos o verbo “ide”, deste texto, descobrimos que ele, na verdade, não é uma ordem, mas expressa uma ação em desenvolvimento. Poderíamos traduzi-la, para “enquanto estiverem indo”. Neste sentido, onde eu estiver através do meu comportamento e das minhas palavras, eu preciso cumprir a ordem que se segue. E qual é a ordem? ... pregai o evangelho a toda criatura.

A tarefa de anunciar Jesus é imperativa. Não há desculpas para fugir desta responsabilidade. Quando a igreja deixa de evangelizar, deixa também de ser evangélica. Se ela não evangeliza, precisa ser evangelizada, urgentemente! A evangelização era um dos pontos fortes da igreja primitiva, que obedecia à ordem de Jesus de proclamar o evangelho, assim, todo o dia acrescentava o Senhor à igreja aqueles que iam sendo salvos (At 2:47). A igreja atual também precisa ser uma proclamadora das boas novas, onde estiver: Como um perfume que se espalha por todos os lugares, deixemo-nos ser usados por Deus para que Cristo seja conhecido por todas as pessoas (2 Co 2:14 – NTLH).


Fonte: Sou da Promessa - Eleilton Freitas


Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.