Header Ads

Atitudes que Motivam

Sede meus imitadores, como também eu de Cristo. (1 Corintios 11:1)

Depois de saudar os cristãos romanos (Rm 1:1-7) e apresentar suas credenciais apostólicas, Paulo expressa sua intensa preocupação e seu nobre desejo de vê-los (Rm 1:8-15). Por trás da fala do apóstolo, se escondem atitudes nobres. Estas palavras dele, à igreja romana, estão recheadas de ações. Não são meras palavras. É o testemunho de uma vida de dedicação a Deus. Atitudes de um verdadeiro cristão. Atitudes que motivam! Mas, que atitudes são essas?

1. Uma Mostra De Gratidão Que Motiva. Geralmente, ao iniciar suas cartas, Paulo começa agradecendo a Deus pela vida dos seus leitores. Aqui em Romanos não foi diferente: Em primeiro lugar, dou graças ao meu Deus... por todos vós (v. 8). O apóstolo Paulo era um homem que vivia sempre de bem com o Senhor. Mesmo diante das afrontas e dos dissabores da vida, ele dava graças a Deus por tudo! Sua vida de gratidão motiva-nos, com toda certeza! Você consegue agradecer a Deus pela vida do seu irmão em Cristo? Pelos seus companheiros de faculdade? Trabalho? Familiares? Faça isso. Essa é a vontade de Deus para nós.

2. Uma Vida De Oração Que Motiva. Em todo o ministério do apóstolo Paulo, oração e pregação, sempre andaram juntas, de mãos dadas. O próprio Deus era testemunha disso (v. 9). Ele revela para os cristãos romanos que, pedia constantemente em suas orações em favor deles (v. 10). Paulo tinha uma vida de oração. Quanto tempo você tem orado atualmente pelos seus irmãos de fé espalhados pela sua cidade, estado ou país? Quanto tempo você passa diante de Deus em oração? Inspire-se no exemplo desse servo de Deus que orava constantemente!

3. Uma Virtude Cristã Que Motiva. Paulo quer ver os crentes de Roma e diz por quê: Quero muito vê-los, para que assim possa repartir com vocês a fé que ajudará a igreja de vocês a crescer forte no Senhor (v. 11, BV). Entretanto, ele não para por ai: Depois, também, eu preciso da ajuda de vocês (V. 12, BV). Paulo queria tanto ajudar como ser ajudado. Ele não era um missionário orgulhoso. Ele sabia que precisava da igreja romana também. Entendia as bênçãos advindas da comunhão. E quanto a nós? Felizes nós seremos se conseguirmos ter essa mentalidade, que só os humildes têm: entender que precisamos uns dos outros!

4. Uma Constante Insistência Que Motiva. Paulo não desistia fácil do que queria. Ele desejava ir a Roma e a muito insistia para que esse seu plano fosse realizado. Veja o que ele disse: E, irmãos, não quero que ignoreis que muitas vezes planejei visitar-vos (mas até agora tenho sido impedido)... (v. 13). Mesmo desejando e sendo impedido, ele já havia dito: desejo muito ver-vos (v. 11). Ele não havia desistido! Paulo era insistente. A insistência é uma virtude. Ser insistente na vida cristã é ordem do próprio Jesus: Pedi, e vos será dado; buscai e achareis; batei, e a porta vos será aberta (Mt 7:7). A ideia deste texto é que devemos insistir sempre.

5. Uma Consciência Madura Que Motiva. Paulo era um homem maduro. Sua mentalidade evidenciava isso: Sou devedor tanto a gregos quanto a bárbaros, tanto a sábios quanto a ignorantes (v. 14). Aquele que recebe a Cristo como Senhor, recebe a cura para a doença do pecado; é restaurado, transformado; começa a desfrutar da vida eterna e a receberá um dia de forma plena. Tudo isso por pura graça! Como não se sentir devedor? Todo o salvo tem o dever solene de compartilhar aquilo que recebeu. Você também, a exemplo de Paulo, se considera um devedor? Motive-se com o exemplo do apóstolo. "Somos todos devedores!".

6. Uma Prontidão Voluntária Que Motiva. Diante desta dívida de Paulo, comentada acima, observe o que ele diz no versículo seguinte: De modo que, no que depender de mim, estou pronto a anunciar o evangelho... (v. 15). A ideia da expressão "estou pronto" é de "prontidão voluntária". Paulo é devedor e voluntariamente se dispõe a pagar a sua dívida. Ninguém precisa obrigá-lo a isso! Qual foi a última vez que você teve coragem de falar sobre Jesus para os seus amigos? Qual foi a última vez que você teve coragem de falar do evangelho para seus pais? Para sua namorada? Para os seus subordinados? Seja sempre pronto!

Existem lugares que nos atraem. Existem frases que nos inspiram. Existem louvores que nos alegram. Existem filmes que nos ensinam. Existem pregações que nos alimentam. Existem pessoas que nos fazem bem. Existem atitudes que nos motivam... Estas últimas, acabamos de considerar. Inspire-se nelas. Imite-as, afinal, são atitudes de um servo de Deus experiente; ele mesmo disse: Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo (I Co 11:1). Que assim seja!


Fonte: Sou da Promessa | Compartilhado no PCamaral

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.