Header Ads

Deus nos Ama de Tal maneira...


Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3:16)

Por Paulo Cesar Amaral (PCamaral)

Deus amou o mundo de tal maneira que entregou seu único Filho, como sacrifício, para justificar todo aquele que crê e confessa o Seu nome diante dos homens.

Deus amou o mundo de tal maneira que se fez carne e habitou entre os homens, passando por todas as necessidades físicas, mentais e espirituais que tanto afligem o ser humano.

Deus amou o mundo de tal maneira que se fez carne abrindo mão de Sua deidade, assumindo a forma frágil de um homem, humilhando-se como servo fiel e obediente. Veio a este mundo não para ser servido, mas para servir a muitos.

Deus amou o mundo de tal maneira que permitiu que Seu único Filho fosse tentado, caluniado, acusado injustamente, maltratado, torturado, ofendido, cuspido, crucificado, morto e sepultado.

Deus amou o mundo de tal maneira que ressuscitou Seu único Filho da morte, não permitindo que seu corpo sofresse deterioração, trazendo-o de volta a vida no terceiro dia para que todos pudessem, através deste sinal, crer que Jesus era o Cristo, o Messias, enviado para libertar a humanidade da escravidão do pecado.

Deus amou o mundo de tal maneira que, Seu único Filho, após ser ressuscitado, permaneceu quarenta dias em forma humana para fazer seus discípulos entenderem o que havia ocorrido e, como deveriam, eles, proceder dali em diante e, como espalhar a “boa noticia de salvação”.

Deus amou o mundo de tal maneira que enviou Seu Espírito Santo para habitar no coração dos seres humanos, sabedor Ele que, sem o Espírito Santo de Seu único Filho, a saber, Jesus Cristo, o homem seria incapaz de dar continuidade a Sua obra redentora.

Deus amou o mundo de tal maneira que deixou Sua Palavra escrita, que serve de guia. Palavra que orienta e revela o Seu caráter. Palavras vivas que transformam e que revelam os feitos maravilhosos deste eterno Deus!

Assim como Deus amou o mundo de tal maneira, e Seu único Filho amou a igreja ao ponto de dar Sua vida por ela, cabe a cada um de nós tomarmos uma importante decisão: agir de maneira que as nossas obras revelem o nosso amor por esse maravilhoso Deus.

A questão é: o que tenho feito com a minha vida após ser alcançado pelo evangelho, ser regenerado, e estar no processo de santificação, glorifica o nome do Senhor que nos resgatou? A minha vida dá testemunho pleno de arrependimento pelo pecado cometido na ignorância? A minha vida glorifica o Senhor através das boas obras, que Deus preparou desde a fundação do mundo para que andássemos nelas? Rejeito eu o mundo e todas as ofertas tentadoras que ele me faz? Ou de nada valeu para mim tudo o que Deus fez para me resgatar da escravidão do pecado?

Medite nisto meu querido: Deus amou o mundo de tal maneira que, ainda quando éramos inimigos Dele, quando nem dávamos atenção as Suas palavras, e mesmo quando achávamos que não éramos merecedores pois nos sentíamos os piores pecadores deste mundo, Ele, Deus Pai, entregou seu Filho unigênito para que todo aquele que crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

A você, querido leitor, não sei como reagiu ao texto, mas, quanto a mim, sou levado a responder: Obrigado Senhor Jesus por me amar tanto assim!

Louvado e exaltado seja o nome do Senhor Jesus! Que vive e reina para todo o sempre!

Amém!

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.