Header Ads

Santidade Na Rede - Vigilância não faz mal a ninguém!


Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, remindo o tempo; porquanto os dias são maus. Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. (Efésios 5:15-17)

Chegamos ao nosso último post da série “Santidade na rede”. Nela, meditamos sobre alguns princípios bíblicos importantes, que devem ser levados em conta quando estivermos diante do computador. Reafirmarmos reconhecer o valor importantíssimo da internet. Ela veio para ficar. É extremamente útil, mas pode ser danosa, se mal utilizada. Esta é a razão de todos os posts desta série. Somos filhos da luz, e precisamos deixar nossa luz brilhar, inclusive diante de um computador! Pois bem, para finalizarmos a série, queria lhe convidar a que coloquemos em prática o princípio da vigilância diante da telinha do computador. Ao acessarmos a internet é necessário vigiarmos três áreas da nossa vida:

Ao acessar a internet, vigie a sua vista. 

Jesus disse que os olhos são a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas (Mt 6:22-23). Precisamos ter olhos santos ao navegar pela internet! Por isso é importante a vigilância. Se não vigiarmos os nossos olhos, eles irão sentir prazer em acessar sites impróprios; irão amar ficar “espiando” emails com vídeos ou conteúdos imorais. Vigie! Você é um filho da luz! Seus olhos precisam ser bons. Faça a oração do salmista: Desvia os meus olhos de contemplarem o que é inútil e vivifica-me no teu caminho (Sl 119:37).

Ao acessar a internet, vigie o seu tempo. 

Outro grave perigo relacionado com o acesso à internet é o uso do tempo. Existem pessoas que extrapolam. Passam horas e horas à frente do computador. Às vezes viram noites; de site em site, de email em email, mas estão sempre “sem tempo” para ler a Bíblia, para orar e até mesmo para ir às programações da igreja. Investem muito pouco tempo com as atividades relacionadas ao reino de Deus, a família, ao trabalho, aos estudos. Vigie o seu tempo! Ele é preciso para Deus. Você é o mordomo dele. A internet é uma ótima ferramenta, e uma benção, quando usada corretamente: “no” tempo certo e “o” tempo certo. Se você tem dificuldades nesta área, ore como o salmista: Ensina-nos a contar os nossos dias e usar o nosso pouco tempo para conseguirmos a tua sabedoria (Sl 90:12, BV).

Ao acessar a internet, vigie a sua crença. 

Na internet temos acesso a pregações, devocionais, artigos e estudos das mais diferentes procedências e linhas doutrinárias. A maior parte das pessoas acredita em tudo o que lê ou ouve! Essa atitude não é prudente. A Bíblia alerta: O simples dá crédito a toda a palavra, mas o prudente atenta para os seus passos (Pv 14:15). Não podemos mudar de ideia só porque alguém escreveu algo novo. O que fazer, então, ao lermos algo contrário a nossa crença na internet? Examinar! ...não creiam em tudo o que vocês ouvem, só porque alguém diz que é mensagem de Deus: examinem primeiro, para ver se realmente é (I Jo 4:1, BV). Qual a base deste exame? A Bíblia Sagrada. Vigie a sua crença. Fique com as Escrituras, sempre.

A internet não é má em si, mas pode fazer muito mal ao cristão se este não usá-la com sabedoria. Por isso, no uso da internet, tenhamos sempre em mente os princípios bíblicos da comunicação saudável, da fidelidade conjugal, dos relacionamentos, do discernimento e do direito de posse. Se você já quebrou algum destes princípios ao utilizá-la, confesse-se para o Senhor, peça perdão, e mude!

Aplique, de agora em diante, a prática da vigilância ao acessar a internet. Vigie o seu olhar. Vigie a sua vista. Vigie o seu tempo. Que os teus olhos estejam sempre voltados para frente e o teu olhar seja direito (Pv 4:25).

Fonte:
Sou da Promessa - Eleilton Freitas


Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.