Header Ads

Afinal, quem é você?

Quando vocês eram escravos do pecado, estavam livres da justiça. Que fruto colheram então das coisas das quais agora vocês se envergonham? O fim delas é a morte! Mas agora que vocês foram libertados do pecado e se tornaram escravos de Deus, o fruto que colhem leva à santidade, e o seu fim é a vida eterna. (Romanos 6:20-22)

Por Ricardo Rodrigues no Sou da Promessa

Gordura, Batata, Japonês, Lilo, Tocha, Kiko... Sabe o que essas palavras têm em comum? São apelidos de alguns de meus amigos de infância. Alguns eu nem lembro o nome real, eram e sempre serão conhecidos por mim por seus apelidos.

A maioria de nós já teve ou tem um apelido, alguns são legais, carinhosos, outros são pejorativos e ninguém gosta de ter, mas quanto mais você não gosta de um apelido mais ele pega em você.

O ponto em que quero chegar é que, assim como diz a palavra de Deus, muitos apelidos que tivemos antes de nos convertermos eram derivados de atos ou comportamentos que hoje nos envergonham. O que fazíamos antes de ser resgatados por Cristo muitas vezes gostaríamos de apagar de nossas lembranças, assim como a Palavra nos garante que Jesus faz com nossos pecados, os joga no mar do esquecimento.

Quando éramos (verbo que indica passado) escravos do pecado, tudo parecia ser legal e permissivo. A justiça de Deus não era conhecida por nós e por conta disso estávamos livres dela. Mas fomos comprados por Cristo e não podemos mais viver como escravos do pecado.

Jesus nos ensina que seremos conhecidos por nossos frutos, aquilo que produzimos, e a pergunta que gostaria de fazer para você é a seguinte, que tipos de fruto você tem produzido? Como você é conhecido hoje pelas pessoas?

Devemos nos lembrar de que Cristo nos libertou para que tivéssemos uma nova vida com Ele. Não podemos ser mais conhecidos como éramos antes de conhecer a Ele. Nossos antigos apelidos devem perder o sentido para as pessoas que nos conheciam e agora veem que realmente ele não faz jus ao nosso novo estado. Como posso eu, sendo um filho resgatado por Jesus, possuir os mesmos hábitos e cometer os mesmos erros de antes? Como posso conviver com o fato de que mesmo sendo liberto do pecado eu continuo produzindo os mesmos frutos ruins, dignos de vergonha?

Existem muitos de nós que estão dentro da igreja há muitos anos, mas ainda não conseguiram se libertar da escravidão do pecado. Precisamos urgentemente fazer uma análise de nossas vidas e perguntar a nós mesmos: quem sou eu? Será que tenho agido como um servo leal ao Senhor, produzindo bons frutos que me mantém na presença Dele e dão bom testemunho de quem Ele é para mim?

Quando nos colocamos a disposição como servos de Deus o fruto produzido imediatamente é a consagração, que gera em nós a santidade e nos leva a vida eterna.

Quando alguém se lembrar de você, que seja por seus bons frutos, que seja pelo seu bom testemunho, se for para ter apelidos que sejam tão maravilhosos como de um certo rei chamado Davi, que ficou bem conhecido como o “homem segundo o coração de Deus”.

Podemos ter vários apelidos diferentes, mas o mais importante é que um deles esteja sempre gravado na mente das pessoas que nos conhecem. Olhe lá, aquele não é um dos filhos de Deus?

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.