Header Ads

Uma Questão de Agenda


Faça um exercício. Pegue a sua agenda e verifique os compromissos que você tem marcado para os próximos dias, semanas e meses. Quantos deles estão diretamente relacionados ao tempo que sua família precisa e deseja de você? Não vale contar o tempo destinado a compras mensais, consultas médicas. Vale somente os compromissos agendados, do tipo, “ir ao cinema com minha esposa”, “passear com o Junior no parque”, “fazer um piquenique com a família”.

Pode parecer estranho, mas já pensou que eu e você só agendamos compromissos profissionais, ministeriais, denominacionais? Ora, todos esses compromissos são importantes e devemos agendá-los sim, mas se consideramos o casamento, a família e os amigos também importantes devemos ter o mesmo cuidado. Pode parecer burocrático, é verdade. Não estamos acostumados agendar compromissos, como por exemplo “passear com a esposa” ou “soltar pipa com o Junior”. Compromissos familiares são, falando a verdade, quando der ou quando estivermos com vontade. Mas devemos mudar este conceito. Vou contar uma experiência que tive.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. (Eclesiastes 3:1)

Um dia desses conversando por telefone com meu amigo, pr. Ailton Desidério, pastor da Igreja Batista do Lins de Vasconcelos, aqui no Rio de Janeiro, falamos da necessidade de nos encontramos, com nossas esposas, para bater um papo. Geralmente, nessas conversas, alguém diz “vamos marcar um dia”. Mas que dia? Então falei com ele para pegar a agenda e então marcamos esta saída para conversar. No dia anterior, por pouco não desmarcamos, devidos a outros compromissos, mas permanecemos firmes e saímos juntos. Foi uma noite muito agradável onde colocamos nossas conversas em dia. Mas, pergunto, será que este encontro tão agradável teria mesmo acontecido se ficássemos somente com a expressão “um dia vamos marcar para sairmos juntos”? Ele só aconteceu porque eu e ele anotamos em nossa agenda e permanecemos firmes no propósito.

Em minhas palestras para pastores e líderes tenho enfatizado este aspecto. Por que somente os compromissos da igreja são anotados na agenda? Por que temos a tendência de permanecer firmes num compromisso que envolve a igreja, a denominação, e não somos tão firmes e estamos prontos a descartas os compromissos que fazemos com nossa esposa, filhos e amigos?

Ir à praia com a família e ter momentos inesquecíveis com os filhos é tão santo, aos olhos de Deus, quanto o culto de vigília por missões. Ambas as instituições, família e igreja, foram criadas por Deus. Dedicar parte do nosso tempo para passear com a esposa, pescar com os filhos são tão importantes quanto o tempo que dedicamos à igreja que pertencemos.

Concluo citando dois pensamentos que abordam e reforçam esta necessidade. A apresentadora Oprah Winfrey, num dos seus programas de televisão disse acertadamente: “Se alguém não dispõe de uma noite, ou ao menos de uma hora por semana para se reunir com toda a família, então a família não é a sua prioridade”.

O escritor Stephen R. Covey, falecido recentemente, escreveu num dos seus livros: “As famílias bem-sucedidas planejam e colocam em prática atividades familiares e se organizam para realizar tarefas diferentes”.

Por falar nisso, pegue a sua agenda ai...

Fonte:
Gilson Bifano

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.