Header Ads

Elias. Soberania e Graça de Deus

Então, Elias, o tesbita, dos moradores de Gileade, disse a Acabe: Tão certo como vive o Senhor, Deus de Israel, perante cuja face estou, nem orvalho nem chuva haverá nestes anos, segundo a minha palavra. (I Rs 17.1)

Por Álem Moreira Martins Júnior em Instituto Jetro

O Profeta Elias entra em cena no livro dos Reis em um momento em que a vida religiosa de Israel atinge um de seus piores momentos com o reinado de Acabe [874-853 a.C - 22 anos]. O nome Elias significa "Já é Deus", abreviação de "Javé" e representado em nossa Bíblia por SENHOR, sendo que a mensagem central do ministério profético de Elias é: O SENHOR é Deus e não existe outro. Fato que justifica sua atuação intensa quando Acabe e Jazabel difundiram e promoveram o culto a Baal entre o Povo de Israel.

Um Homem Com Uma Mensagem De Deus

Elias aparece de forma repentina no capítulo 17 de I Rs, vindo de uma cidade que pouco se sabe a respeito, com uma mensagem dura endereçada diretamente ao rei Acabe, tendo como remetente o próprio Deus de Israel.

Hoje, infelizmente, temos nos deparado com todo o tipo de "profetas" e suas "mensagens" não condizem com a Palavra de Deus revelada nas Escrituras Sagradas por diversos motivos. John MacArthur em seu livro "CRER É DIFÍCIL" traz o relato de um recente informativo enviado por uma igreja localizada em um conjunto residencial que em sua mensagem prometia: "uma ‘atmosfera informal, relaxante e despreocupada', ‘música fantástica tocada por nossa banda' e aqueles que fossem poderiam ‘acredite se quiser, até mesmo se divertir'".

Nossa postura como cristãos em toda e qualquer situação deve ser a mesma elogiada pelo Apóstolo Paulo para com os de Beréia (At 17:10,11), com uma atitude de zelo para com a fidelidade na pregação da Mensagem de Deus. Não podemos deixar que a Mensagem de Deus seja comercializada e não devemos nos preocupar se essa mensagem irá ou não ofender as pessoas que a ouvirão. Não temos o direito de alterar ou minimizar o que o próprio Deus falou.

Elias falou a Acabe em nome do SENHOR anunciando uma dura seca sobre Israel que só teria fim após sua intercessão a Deus por novas chuvas. Ao reter a chuva Deus mostrava ao povo que os deuses adorados por eles (Baal e Aserá) não tinham o poder que eles atribuíam a eles. Só o Deus Criador e Soberano tem o controle sobre a natureza e todos precisavam se lembrar disso (Dt 11:13-17).

Elias apontou o pecado do Povo de Israel e isso é o que se espera da Mensagem Bíblica nos dias atuais. A Mensagem de Deus aponta nossa situação de pecadores diante de um Deus Vivo, Santo e Verdadeiro.

Um Homem Agindo Com Coragem Em Nome De Deus

Essa batalha de um homem que teme ao Deus verdadeiro contra 850 profetas de Baal e Aserá mostra a Soberania e o Poder de Deus e, também, o zelo de Elias para com o SENHOR, o Deus de Israel.

PREGAR O EVANGELHO VERDADEIRO REQUER CORAGEM. 

Como diz o Apóstolo Paulo, a Mensagem da Cruz é uma ofensa e um escândalo para aqueles que não são salvos pela Graça Maravilhosa de Deus. Paulo deixa isso bem claro quando escreve sua primeira carta aos Coríntios mostrando que essa mensagem era escândalo para os judeus e loucura para os gentios.

Um Homem Dependente Da Graça Soberana De Deus

Deus manda a seca prometida a Israel devido a sua infidelidade, porém, cuida de Elias durante todo esse período de forma Soberana, Graciosa e didática usando a viúva de Serepta para sustentá-lo. (I Rs 17:7-9)

Serepta era uma cidade costeira situada na região que pertencia à Sidônia e era um território fenício fora dos limites de Israel, era considerada a fortaleza de Baal, cidade que na época era governada pelo genro de Acabe (era a terra da Rainha Jezabel).

Elias foi obediente à ordem de Deus e foi fiel na entrega da Mensagem de Deus. Por outro lado, Deus foi fiel em sua promessa de sustentá-lo durante o período da seca em Israel, mostrando que Deus preserva os seus para a Glória D'Ele, dando a sua Providência.

A Graça nesses acontecimentos na vida de Elias pode ser identificada através do cuidado de Deus para com Elias (a Graça Preservadora ou Perseverança dos Santos), onde aprendemos que "Todos os que Deus escolhe e chama soberanamente para si na salvação, Ele mantém em segurança eterna". É o próprio Deus que preserva com os santos e neles, mantendo-os seguros em Sua Graça.

Conclusão 

Elias não foi um Super-homem e a Epistola de Tiago nos dá uma definição clara a respeito de quem era Elias dizendo que ele "era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos..." o que mostra como todos nós, assim como ele, estamos sob a mesma dependência da Graça Soberana de Deus (Tg 5:17,18).


Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.