Header Ads

Moisés e os loucos de Cristo



Publicado originalmente em Revista Ultimato

Moisés, o nome mais notável na história de Israel, era um louco varrido – no sentido de colocar a fé em Deus não contra, mas acima da razão humana.

A primeira loucura de Moisés foi abandonar a posição de grande destaque que tinha no governo egípcio. Ele era filho adotivo da filha do faraó (talvez Ramsés II), portanto, neto adotivo dele. A Bíblia explica: “Pela fé Moisés, já adulto, recusou ser chamado filho da filha do faraó, preferindo ser maltratado com o povo de Deus [o povo escravo] a desfrutar os prazeres do pecado durante algum tempo” (Hb 11.24-25).


Outra loucura de Moisés talvez seja a maior loucura da história. Sob a direção e a bênção de Deus, ele retirou o povo de Israel do Egito, no extremo norte da África, para a chamada Terra Prometida, no extremo ocidente da Ásia. Essa viagem é conhecida como o êxodo. Ela vai contrária a todo bom senso, a começar com o irremovível obstáculo do mar Vermelho, logo no início da caminhada. Moisés teria de lidar com problemas incríveis:

1. A quantidade enorme de participantes da aventura. Eram 603.550 homens a pé, além de mulheres e crianças (Êx 12.37; 38.26). Se houvesse em média uma esposa e pelo menos dois filhos por casal, seriam mais de 1,8 milhão de pessoas. Além desses israelitas, “grande multidão de estrangeiros de todo tipo seguiu com eles” (Êx 12.38).

2. Esse pessoal todo não saiu do Egito de mãos abanando. Eles levavam “grandes rebanhos, tanto de bois como de ovelhas e cabras” (Êx 12.38). Naturalmente cada família carregava sua mala de roupa, sua barraca e seus objetos pessoais. Com eles também iam objetos de prata e ouro dados pelos egípcios (Êx 12.35) e os ossos de José para que fossem enterrados em Canaã (Êx 13.19).

3. Toda essa multidão precisava “ir ao banheiro”, isto é, precisava urinar e defecar. As mulheres precisavam de um lugar para esconder o sangue menstrual. Os enlutados precisavam de um lugar para enterrar os seus mortos. Todos precisavam de um lugar para colocar o lixo (por exemplo, a comida que estragava de um dia para o outro). Onde lavar o rosto, as mãos, o corpo, as roupas e as fraldas dos bebês?

4. Como lidar com a claridade e o calor do sol durante o dia, e com a escuridão e o frio durante a noite? Moisés não sabia que Deus providenciaria uma coluna de nuvem na parte clara do dia e uma coluna de fogo na parte escura. Ambas acompanhavam o povo todo o tempo (Êx 13.21-22; Ne 9.19).

5. Quando saíram do Egito, os israelitas levaram sobre os ombros massa de pão sem fermento (Êx 12.34). Depois de consumida, o que encheria os quase 2 milhões de estômagos? Moisés não sabia, mas Deus sabia: seria o maná, que eles comeram durante quarenta anos até chegarem à fronteira de Canaã (Êx 16.35).

6. No período do êxodo, muitas mulheres conceberam, engravidaram e deram à luz seus filhos, foram ficando viúvas e também morreram. Por causa da idade avançada de alguns e por causa do pecado em larga escala, todos os que saíram do Egito morreram no deserto, com exceção apenas de Josué e Calebe (Nm 32.11-12).

Moisés deu conta do recado porque era louco. Um louco que valia muito mais do que milhares de pessoas sem transtornos mentais. Ele bem poderia ter fundado os Loucos de Cristo!

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.