Header Ads

Saindo da fôrma


Por Fernando Duarte em Sou da Promessa

Pudim e gelatina são sobremesas bem apreciadas por todos nós. Lembro-me bem da minha infância, quando visitava a casa da minha vovó no Rio de Janeiro e ela tirava da geladeira um pudim na forma de um coração. Aquilo era encantador para mim, ficava me perguntando como ela havia conseguido fazer aquele pudim (às vezes gelatina também) daquela maneira tão interessante. O tempo passou e aprendemos que aquele desenho espetacular produzido naquelas guloseimas fora feito por uma fôrma.


O mundo em que vivemos também impõe para nós todos os dias, novas formas e modelos de comportamentos, de alimentação, de padrão estético e de muitas outras coisas. Tentam nos modelar através da padronização de idéias e valores. Pesquisas são “encomendadas” para impregnar as nossas mentes. Os padrões deste mundo tentam nos modelar de todas as maneiras, mas existe uma orientação da palavra de Deus no livro aos Romanos 12.2, que diz assim: “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.

A orientação da palavra de Deus é que só conseguiremos provar da boa, agradável e perfeita vontade do Criador se não permitirmos que a nossa mente se molde aos padrões deste sistema mundano. Infelizmente para muitas famílias o melhor modelo de relacionamento familiar é o apresentado pela novela, pelos filmes e pelos seriados. A proposta bíblica é que tenhamos uma mente transformada, renovada pelo próprio Deus e que possibilite provar da vontade d’Ele em nossas vida e família.

Portanto, para que isto seja uma realidade é necessário uma liberdade para nossas mentes que é promovida quando conhecemos a verdade que é Cristo (Jo 8.32). Só quando alcançamos a liberdade em Jesus temos possibilidade de renovação da mente, isto é, de sabermos fazer escolhas não apenas do que é bom ou mau, mas do que é a vontade de Deus para as nossas vidas.

Para que não sejamos colocados na “fôrma do mundo”, também é necessário que tenhamos a Jesus Cristo como nosso modelo único de vida. O apóstolo Paulo expressa isso quando afirma em I Co 11:1 “Tornem-se meus imitadores, como eu sou de Cristo”. O modelo padrão de vida é Jesus Cristo.

Só Ele pode nos ensinar a amar, perdoar, aceitar e confiar. Quando o temos como modelo de vida com certeza sairemos da fôrma criada por este mundo.

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.