Header Ads

A virtude da insistência


Por Ricardo Rodrigues no Se Liga na Palavra

“Ou qual a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma dracma, não acende a candeia, e varre a casa, e busca com diligência até a achar? E achando-a, convoca as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque já achei a dracma perdida.” Lucas 15:8-9

Ah, deixa mãe… deixa vai… diz que sim… Lembra quando a gente falava isso insistentemente para nossas mães tentando fazê-las mudar de opinião? E não é que às vezes dava certo. Crianças tendem a ser mais insistentes, pois sabem que podem comover o coração de seus pais com sua busca incessante, já quando crescidos muitas vezes deixamos de lado esta nossa característica e tendemos a ser mais contentados pela primeira resposta que nos dão.

Baseando-se numa pregação sobre esta parábola ministrada pelo nosso pastor Fernando Duarte, fiquei com isso na minha cabeça. Ele dizia que Jesus nos ensina com esta parábola que não devemos ficar inertes quando aquilo que nós buscamos é algo importante, no caso a moeda perdida.

A parábola diz que a mulher acende a candeia e só para de procurar sua moeda quando finalmente a encontra. Quantos de nós já perdemos tanta coisa pelo caminho e acabamos deixando para trás. Pode ser que alguns de nós tenhamos deixado para trás um parente ou um amigo que desistiu da caminhada cristã. Simplesmente olhamos para trás, nos despedimos e o abandonamos a própria sorte.

Mas há ainda muitas moedas valiosas que deixamos de procurar, a oração, a presença de Deus e intimidade com Ele, o próprio Espírito Santo, etc.

Como podemos abrir mão de algo que apesar de ter sido nos entregue de graça, é o bem mais valioso em nossas vidas? Muitos deixam de orar simplesmente e se acostumam com o fato de passar mais tempo na internet ou na televisão ou debruçado em sua cama. Outros deixam de buscar a presença de Deus, antigamente O sentiam de perto, choravam e se quebrantavam na presença do Espírito Santo, falavam em línguas estranhas, mas hoje não conseguem mais sentir da mesma maneira.

Pode ser que tenhamos perdido o Espirito Santo de vista, não ouvimos Sua voz mais em nosso dia a dia, aquele sentimento de amizade com Deus vai se esfriando, sendo colocado de lado até chegar um ponto onde não encontramos mais. Como então faremos para reencontrar a Deus e seu Espírito? Procurando.

Jesus ensina que devemos insistir e persistir, não desistir até que consigamos encontrar aquilo que foi perdido. A insistência é uma virtude, pois sabemos que todo aquele que busca ao Senhor o encontrará, todo aquele que pede irá receber e todo aquele que bater a porta, ela se abrirá.

Se você não tem mais vontade de orar, ore até sentir vontade novamente, não pare, não desanime. Se não tem mais vontade de ler a Palavra, leia e releia todos os dias até que você encontre novamente o desejo de se saciar nela todos os dias. Se não consegue sentir a presença do Espírito Santo, busque incansavelmente até que sinta novamente, não desista até conseguir ouvir novamente sua doce Voz.

Por que somos tão insistentes e determinados em outras áreas de nossas vidas e deixamos os tesouros que Deus nos deu se perderem? Pensemos e oremos a respeito.

Meu querido irmão, ainda há tempo de mudar. Deus espera pelo nosso chamado para que possa nos atender. Abra as portas do seu coração e deixe que Ele habite novamente. Ore, chame, clame até perder a voz, mas nunca desista de buscar a presença do Senhor em sua vida. Como o pai que espera ansiosamente o filho ingrato voltar para sua casa, Deus espera de braços abertos todo pecador arrependido, pois Ele nos ama e nos quer por perto.

Fonte: Sou da Promessa

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.