Header Ads

De mãe para mãe…


Por Cláudia Duarte – mãe do Luis e da Ana em Sou da Promessa


“Assim como uma mãe consola seu filho, também eu os consolarei;” Is 66: 13

Ser mãe é um grande desafio concedido por Deus a cada uma de nós. Os filhos não vem com um “manual de instruções”: eles são meninos e meninas que desde cedo possuem os seus temperamentos, suas necessidades, seus defeitos e qualidades particulares. Uma das nossas maiores preocupações como mãe é saber se estamos agindo corretamente, se não estamos sendo rígidas ou liberais de mais.

Essa é uma das inquietações, mas passamos por várias dúvidas e por vários questionamentos durante o longo processo de educar nossos filhos. Que mãe nunca se questionou a respeito do fato de estar agindo corretamente ou não com seu filho criança, adolescente ou mesmo adulto? Afinal de contas, mãe é para a vida toda, não é mesmo?

A nossa missão como mãe está diretamente relacionada à vida. É por meio do nosso corpo, do nosso ventre que o Senhor cria um outro ser humano. Dessa forma, podemos perceber que a mãe é um instrumento direto de Deus durante o processo da formação do homem e da mulher no ventre materno! Temos, da mesma maneira, a oportunidade de gerar e educar os nossos filhos para Deus, para que eles conheçam a Cristo e o reconheçam como Senhor e Salvador de suas vidas.

É no aconchego do colo de uma mãe que a criança pode ter a oportunidade de aprender a orar, de conhecer a Palavra de Deus e a sua vontade soberana. É também por meio de um abraço materno que um menino ou uma menina aprende a amar e confiar. É por meio da presença constante e amorosa da mãe, de suas palavras e de suas atitudes que uma criança pode começar a perceber que existe um Deus que a ama tanto, que foi capaz de enviar seu Filho amado Jesus. Por meio de nosso ensino, nossos filhos poderão servir a Ele que morreu numa cruz para nos salvar.

Deus nos chamou para esse ministério maravilhoso e imprescindível que é o de ser mãe. Não podemos nos esquecer de que nossos meninos e meninas carregarão sempre as marcas de nosso trabalho, pois eles aprendem principalmente ouvindo e vendo o nosso exemplo, o que falamos e de que maneira agimos em todas as situações que vivemos. Temos vários olhinhos e vários ouvidos cravados em nós, atentos a tudo o que se refere ao nosso lar.

Por isso, ao parar para refletirmos em nossa função de mãe, vamos nos conscientizar de que somos as únicas mães que nossos filhos possuem. Não podemos desperdiçar o nosso tempo, deixando de investi-lo neles. Além disso, é necessário reconhecermos que é um grande privilégio poder ensinar as verdades do evangelho para eles. Reflitamos também na responsabilidade de prepararmos nossos filhos para usufruírem de um relacionamento verdadeiro com Deus e com o próximo.

E por último, que possamos continuar buscando ao Senhor para que ele nos capacite e dê sabedoria para educarmos (e continuarmos educando) nossos filhos nEle.

Que Deus abençoe a todas as mães,



Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.