Header Ads

Cuidados na vida ministerial


Por Rodolfo Garcia Montosa em Instituto Jetro

Indo eles caminho fora, alguém lhe disse: Seguir-te-ei para onde quer que fores. Mas Jesus lhe respondeu: As raposas têm seus covis, e as aves do céu, ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça. A outro disse Jesus: Segue-me! Ele, porém, respondeu: Permite-me ir primeiro sepultar meu pai. Mas Jesus insistiu: Deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos. Tu, porém, vai e prega o reino de Deus. Outro lhe disse: Seguir-te-ei, Senhor; mas deixa-me primeiro despedir-me dos de casa. Mas Jesus lhe replicou: Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto para o reino de Deus. (Lucas 9.57-62).

Este pequeno trecho das Escrituras guarda importantes segredos para a vida de todo aquele que se aproxima de Jesus desejando segui-lo, trabalhar com ele e para ele. Vemos aqui três personagens que mostram três importantes cuidados que todos devemos ter diante do Senhor:

Cuidado com a precipitação. (v 57-58)

A palavra precipitação vem de precipício, que é abismo, ruína. Apesar de o primeiro "alguém" declarar palavras notáveis e impactantes, demonstra ser ansioso, precipitado, sem noção do custo de suas palavras. Dizem que precipitado é alguém que pensa com as pernas. Conhecendo o coração das pessoas, Jesus responde colocando o pé no chão, deixando de lado o glamour das multidões, milagres, poder, e mostrando o lado real do preço de ser discípulo: negação, sofrimento, sacrifício, serviço. Jesus não se agrada do trabalho que começa e logo termina. Por isso, pense bem antes de se oferecer ao Senhor.

Cuidado com a procrastinação. (v 59-60)

Procrastinar é prorrogar, postergar, adiar, delongar, demorar, retardar. Infelizmente é algo muito comum nas pessoas: "Em alguma outra hora seguirei. Não sei quando, mas no futuro." "Quando ficar mais velho." "Quando me aposentar." Isso é feito com um motivo nobre e aparentemente justo: "Tenho que aguardar meu pai falecer. Depois disto, seguirei." Jesus foi direto em palavra de ordem: vai e prega o reino de Deus. Em outras palavras: simplesmente, faça. Jesus não se agrada do trabalho que nunca começa. Por isso, pare de enrolar e comece a trabalhar para o Senhor.

Cuidado com a hesitação. (v 61-62)

Hesitar é vacilar, titubear, estar incerto, gaguejar, perder a firmeza, oscilar. Embora este provérbio seja atribuído a Hesíodo em cerca de 800 a.C., Jesus traz uma aplicação muito simples e direta. Quem começa a arar pra frente e, de repente, olha pra trás, não conseguirá traçar direito o sulco na terra. Fará um trabalho mal feito. Com o coração dividido jamais conseguiremos avançar no principal trabalho que temos de revolver a terra dos corações com o objetivo de prepará-los para receber a semente do evangelho. Não dá pra dirigir com os olhos no espelho retrovisor. Jesus não se agrada do trabalho que é feito, mas mal feito. Por isso, já que começou a fazer o trabalho, faça bem feito.

O evangelista Lucas relata que, em seguida a estas palavras, Jesus envia outros setenta discípulos de dois em dois para a missão, lembrando-os que rogassem ao Senhor da seara que mandasse trabalhadores, pois a seara é grande.

Nós somos resposta da oração dos discípulos de Jesus. Vamos, pois, começar com muita consciência, desempenhando imediatamente nosso papel ministerial, sem jamais olhar pra trás, mas tendo nossos olhos fixos no Senhor, avancemos na obra que é dele.




Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.