Header Ads

O Dia de Finados e a intercessão pelos mortos

Por Júnior Rubira

O dia dois de novembro, Dia de Finados, é celebrado pela Igreja Católica Romana desde o século V depois de Cristo. Todos os anos um dia era separado para que os católicos rezasem por seus mortos, estes dias por vezes foram obrigatórios, autorgados por Papas, até que no século XIII se tornou uma data anual estabelecida a dois de novembro, pelo fato de primeiro de novembro ser celebrado o Dia de Todos os Santos. Para apoiar suas heresias, a Igreja Romana se vale de textos de livros apócrifos e outros do canôn como Tobias 12,12; Jó 1,18-20; Mt 12,32 e II Macabeus 12,43-46, e se apóia em uma prática de quase dois mil anos.

Nós protestantes não concordamos com este ensinamento tão contrário ás Escrituras, primeiro porque não cremos na canonicidade dos livros citados acima, segundo porque não há base bíblica encontrada na Palavra de Deus para crermos que devemos orar pelos mortos afim de que se salvem, e nem indícios no texto sagrado de que há pessoas no purgatório, ou limbo, aguardando uma segunda chance para serem salvos, a única base católica para tal prática está no livro de 2 Macabeus 12.43-46, estas práticas se assemelham ás crenças do Espiritismo Kardecista.

E o que diz a Bíblia sobre isso?
Pela Bíblia entendemos que uma pessoa só pode ser salva pela fé na graça salvadora que há em Cristo por meio de seu sacrifício redentor, e que esta fé deve ser manifesta em sua vida terrena (Hebreus 7.24-27; Atos 4.12; 1 João 1.7-10)
Também pelo texto bíblico,
entendemos que após a morte não resta opções ou chance para ninguém, pois o que nos resta é o juízo (Hb 9.27)
e que
uma vez morta, nenhuma pessoa falecida pode comunicar-se com alguém que está vivo (Lc 16.10-41)
Nós protestantes observamos o legado de uma pessoa quando esta falece, e temos em memória todos os bons atos dos crentes que morreram no Senhor, porém não prestamos culto aos mortos, não intercedemos e nem cremos em uma segunda hipótese de salvação para os que morreram sem Cristo, as pessoas devem ser amadas, cuidadas e respeitadas em vida, pois após a morte não nos resta nada além do juízo divino, nossa missão está em proclamar a mensagem do amor divino aos vivos, para estes experimentem o viver em Cristo.

Que Deus vos abençoe!

***


Fonte: Espada do Espírito

Um comentário:

  1. Paulo, passei aqui e ja estou levando o banner para ativar no blog, obrigado pelo elogio, estou tentando aperfeiçoar ao máximo meus textos, alternando sempre com os textos de outros autores no blog, esteja a vontade para publicar o que quiser de lá.

    Abraços fortes.

    Júnior Rubira
    www.blogespadadoespirito.blogspot.com

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.