Header Ads

João Carlos Martins - “A música venceu!”


João Carlos Martins herdou a paixão pela música de seu pai José, que teve seus estudos de piano interrompidos ainda na infância, quando perdeu um dos dedos da mão direita em uma máquina de corte, na gráfica onde trabalhava. A paixão pela música, no entanto, seria passada para a próxima geração e o acidente ocorrido com sua mão foi o primeiro de uma série que iria marcar a história da família.

Em 1940 nasceu João Carlos Martins, 4º filho de José, que logo se tornou amante da música, assim como seu irmão, José Eduardo. Desde as primeiras aulas de piano João já demonstrava grande talento, e aos 8 anos venceu seu primeiro concurso tocando obras de Bach. João se tornou o maior intérprete mundial de Bach, mas teve vários incidentes ao longo da vida envolvendo suas mãos, que hoje estão atrofiadas.
Aos 63 anos João iniciou uma nova carreira, como regente e mais uma vez surpreendeu a todos com sua dedicação. Hoje com 69 anos, ele se sente agradecido por ser brasileiro e poder continuar levando a música às todas as camadas sociais, provando que “A música venceu”.



Comentário do PC@maral

A novela de Manoel Carlos, Viver a Vida, apresenta ao final de cada capítulo um depoimento de superação. A novela pode não ter caído no gosto de todos, e muitos, simplesmente, repudiaram a trama pelos temas abordados. Mas, este momento, exibido na sexta [14] e no sábado [15], em reprise do último capítulo, apagou qualquer mancha dessa obra.

Enquanto muitos desistem da vida por muito pouco, ou, outros desistem de viver e lutar, de tentar de novo por causa de um infortúnio, exemplos como este, do maestro João Carlos Martins, nos dá forças, esperança e certeza de que Deus atua na Sua Criação até hoje, e movimenta homens e mulheres a se superarem e fazerem a diferença neste mundo. Dando um exemplo extremo para nós, que nos declaramos crentes em Jesus e que confiamos em Deus, mas que, por diversas vezes, desistimos muito facilmente da fé no Senhor diante da mínima tribulação.

***

Fonte: Globo.com – Portal da Superação – Divulgado no PC@maral - Exemplos como este nos dão cada vez mais forças para viver e glorificar o nome do Senhor Jesus.

4 comentários:

  1. confesso que o depoimento dele foi muito comovente, mas fiquei realmente emocionado - e todo arrepiado, quando ele regeu a orquesta e um coral (se não me engano foi a 9ª de Beethoven) diante do elenco. Final maravilhososo, só pelo músico, pois a mancha negra de Viver a Vida não apaga nunca, ô novelinha ruim, uma das piores, pelo pouco que vi - faculdade a noite.

    ResponderExcluir
  2. Olá Eder

    Concordo com seu comentário. No texto eu peguei bem leve. Minha intenção era a de "afirmar" que este depoimento, junto com os outros, eram a melhor parte da "novela".

    Infelizmente, os temas abordados em relação a casamentos, fidelidade, moral, relacionamentos, e sociedade é um retrato da vida da grande maioria do público noveleiro brasileiro. Os padrões de moral foram pelo ralo a dentro. As pessoas torcem hoje, pelos amantes, pelos bandidos e pelo se dar bem na vida custe o que custar, não importando os meios e sim o fim das coisas, o objetivo a ser alcançado.

    Então, assistindo a um depoimento de superação como este, nos emocionamos, pois, este tipo de superação, de reconhecimento que, foi "Graças a Deus" que ele conseguiu transpor todas as barreiras, isto deveria ser regra nas nossas vidas e não excessões.

    As pessoas deveriam dar graças a Deus todos os dias pelas suas vidas, pelo privilégio de viverem, de terem boa saude, e forças, de serem perfeitas e não terem limitações.

    Glorifico a Deus, pois sei que Ele participou desta vitória. E, assim como você se emocionou, eu também não consegui conter minhas lágrimas.

    Que Deus continue nos proporcionando exemplos assim, para que tomemos vergonha na cara e façamos Sua obra, apesar de todos os obstáculos, apesar de todas as barreiras, limitações e dificuldades que se levantem.

    Afinal Ele tem cuidado de todos nós!

    Que Deus nos ajude e nos abençoe!

    ResponderExcluir
  3. Tudo bem..o Martins é um grande pianista.

    Mas como maestro... não bastam emoções, é preciso a técnica e nossa cultura não possui capacidade de diferenciar uma coisa da outra...

    Perguntem a opinião de músicos profissionais gabaritados...

    Abs

    Prof Prof Luis F Klein no diHITT

    ResponderExcluir
  4. Enio Rodrigues Vasconcelos :

    Lembra aos 40 anos agradecer primeiro a Deus sobre tudo e a João Carlos Martins por a agilidade que nunca lhe foi negada por Deus. Por tirar de uma piscina em sua mansão, em Granja Viana ,quando criança. Pronto para sair para seu escritório o mesmo pulou de palito e gravata com seu sapato altamente valioso para salvar o filho de um caseiro de um afogamento.
    Hoje venho lhe agradecer através do Facebook de minha filha pela atitude divina que Deus lhe concedeu.
    Sou seu fã! Não esqueço do carinho que Senhor tinha com seus amigos e funcionários dos mais simples aos mais elevados pois até na escala de uma "pelada" todos recebiam o mesmo carinho.

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.