Header Ads

Bênçãos no Ciberespaço da World Wide Web - O Jeitinho Brasileiro....

Dentro da proposta religiosa, sites oferecem atalhos para atingir graças com macumbas e pontos acumulados em rede social


Navegando pelo mundo religioso da Internet, um fiel pode encontrar uma gama variada de serviços. As ofertas vão desde a encomenda de macumbas em estilo delivery até uma rede social em que o usuário acumula pontos para “ficar mais próximo de Deus”.

O site Macumba Online (www.macumbaonline.com) recebe encomendas de trabalhos e despachos em geral pela Internet. Sem precisar ir ao terreiro, o usuário pode pedir macumbas para conseguir dinheiro, tirar a carteira de motorista e se “vingar” de desafetos, desejando que eles “adquiram fedor permanente”, “tenham incontinência urinária”, ou sejam até “expulsos do país”. A campeã de solicitações é “trazer a pessoa amada”, com quase dezessete mil encomendas. O serviço é grátis e a página já soma mais de 250 mil macumbas.

Para quem quer garantir uma vaga no céu, basta procurar com o mouse a rede social Line for Heaven (www.lineforheaven.com) — em português, Linha para o Céu. A rede social exige cadastro e upload de uma foto para que “sua alma” entre na “linha”. Para chegar mais perto de Deus, é preciso interagir com outros fiéis e conseguir “pontos Karma”. O usuário acumula pontos “dando bençãos” a outras pessoas, confessando pecados e convidando amigos para participar da rede social.

As tarefas diárias do candidato à vaga no céu incluem conversas “de alma para alma”, quando o usuário deve se comunicar com outros membros da rede.

Em meio a propostas irreverentes, há também iniciativas sérias de serviços pouco comuns no mundo virtual. No site Acenda sua vela (www.velavirtual.com.br), criado pela Associação Apostolado do Sagrado Coração de Jesus (www.aascj.org.br), em São Paulo, o ‘devotonauta’ pode fazer um pedido e acender uma “vela virtual”. Basta entrar, escolher uma vela que ainda não foi acesa e clicar. A prece fica registrada nos livros de orações do Apostolado e as intenções são lembradas durante sete dias.

Há, no entanto, ressalvas da Igreja Católica quanto às velas virtuais. Segundo o padre Ramon Nascimento, da Paróquia Nossa Senhora da Paz, o ato de acender uma vela de verdade tem simbolismo importante. “A luz e a chama possuem um significado”, explica.

Padre Jefferson com equipe do on-line: “tecnologias aproximam Igreja e comunidade” | Foto: Carlo Wrede / Agência O Dia

Em tempos de redes sociais, as comunidades têm utilizado a força da Web para mobilizar e atrair fiéis. A Arquidiocese do Rio de Janeiro criou a Pastoral da Comunicação, responsável pelo portal www.arquidiocese.org.br e pelos perfis no Twitter (@arqrio), Facebook e pela comunidade no Orkut. “Desde 2005, o Vaticano tem insistido para que a Igreja use tecnologia e mídias digitais para evangelização”, explica o padre Jefferson Gonçalves, assessor eclesiástico para redes sociais da diocese. Para ele, a Internet colabora para aproximar a Igreja e a comunidade. “É mais um canal de comunicação, mais uma maneira de estar perto de Deus”, afirma

No Google, os curiosos ainda podem encontrar certos anúncios bem inusitados, como uma mulher que se autodenomina Alexandra Pereira e oferece um e-mail para os interessados em que ela coloque “Tarot de Marseilhe, com Psicografia” e mande por correio eletrônico ou por MSN. O serviço sai por cerca de R$ 75. Há ainda uma igreja que começou só na internet. A Bola de Neve mantém sua imagem associada à prática de esportes radicais, tais como surf e skate, e prega a crença em Jesus sem dogmas.

***

Fonte: O Dia Online

2 comentários:

  1. Eu tenho nojo desse tipo de coisa.
    Não consegui ler tudo, desculpa.

    Só a nível de esclarecimento, o meu asco é da atitude de certos "cristãos" e não de você ter publicado esses escândalos no blog. Rs.

    ResponderExcluir
  2. Amana rsrsrs

    Sem problemas. E tem uma outra parte dessa reportagem, mas como mandava links para algumas "coisas absurdas" não reproduzi aqui, apenas essa segunda parte.

    Como informação acho válido saber que estão fazendo uso de todos os meios para divulgar suas cenças. Não sou contra as pessoas, mas abomino algumas práticas. Sómente o evangelho e jesus tem poder para libertar essas pessoas dessa, que Deus chama, escravidão.

    "E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará"

    Daí a inmportancia de nós cristãos usarmos cada vez mais a internet para divulgar Cristo e Seu evangelho que liberta.

    Deus te abençoe!

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.