Header Ads

O fim do mundo é em 2036. E quem nos salvará? Os chineses, claro!

 Artigo publicado no Idgnow!

O mundo vai acabar. Não em 2012, como diz aquele estúpido filme homônimo (eleito pela Nasa a pior bomba científica desde a invenção da roda), mas em 2036, quando este redator completará 158 anos (número aproximado).
中国,好!当他们搞砸了,会打电话给我!
Naquele ano, mais precisamente em 13 de abril (hmmm, 13) pode ser que o asteróide Apophis, com nada menos que 270m de diâmetro se choque com a Terra. O impacto seria de quase 510 megatons, ou o suficiente para matar muita milhões caso acerte algum país densamente habitado e levantar muita, muita poeira (alô, Ivete, aquele abraço!).

E quem vai nos salvar de tamanha tragédia, oh meu Deus? Bruce Willis (que estrelou o pavoroso péssimo Armagedon)? O Superman? Que nada! Os chineses. Sim, o país, candidato a dominar o mundo nesse futuro aí, anunciou seu plano de usar uma nave espacial com velas solares (movidas pelos ventos solares) para impactar o asteróide e alterar sua órbita.

Antes, um parênteses. Antes do (improvável) choque com a Terra, a trajetória do Apophis na verdade vai passar pela Terra em 2029. Mas então ele deve entrar uma região espacial conhecida como um “buraco de fechadura” (“keyhole”), que o faria voltar a plena força para nos pegar sete anos depois.

O pesquisador Shengping Gong e sua equipe de cientistas na Universidade de Tsinghua, em Pequim, anunciaram seus planos de redirecionar o asteroid com uma nave impulsionada por velas (sim, tipo um barco) para assegurar que ele nunca entre na região do “keyhole”.

O plano de Gong é enviar uma pequena nave de 10kg para uma órbita contrária ao redor da Terra para ganhar velocidade antes de programá-lo para um curso de colisão com o Apophis. Os cientistas esperam que a velocidade do impacto seja de 90km por segundo (cerca de 324 mil km/h). Ainda não há uma data definida para quando a missão será lançada, mas A China diz que a nave só precisa de um ano para cumprir seu objetivo.

A Agência Espacial Europeia também está planejando lançar uma nave a 34 7 mil km/h já em 2015, para simplesmente destruir o asteróide. Simples assim. Mas, se eles errarem…xiii…..
***

Fonte: IDGNOW!

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.