Header Ads

O maior desafio do ser humano é ser humano.

Um leproso, aproximando-se, adorou-o de joelhos e disse: "Senhor, se quiseres, podes purificar-me!” Jesus estendeu a mão, tocou nele e disse: "Quero. Seja purificado!" Imediatamente ele foi purificado da lepra. (Mateus 8.2-3)

Por Ricardo Rodrigues

Estava escrito no meu caderno da época do colegial e chama minha atenção até os dias de hoje: O maior desafio do ser humano é ser humano. E quando dizemos isso nos lembramos de como parece que nós, seres “humanos” nos afastamos do conceito de amor ao próximo, interesse pelos problemas alheios e divisão de preocupações e orações com aqueles que necessitam.

Somos individualistas por natureza, se desprender disso e sair desta zona de conforto para chegar até a vida de outro parece um serviço árduo que dispensa tempo, forças e dinheiro. Mas não é bem por aí, percebemos através da vida de Jesus que ser humano é algo muito natural e simples se tivermos a motivação correta e a atitude e coração sinceros.

Vejamos o exemplo de nosso Mestre, lembre-se que a Palavra nos ensina a sermos seus imitadores. Não vemos no relato dos evangelhos a narração da historia de vida deste leproso que cruza o caminho de Jesus. Só sabemos que este homem sofre a muitos anos de uma doença degenerativa que tinha um alto grau de rejeição pela sociedade naquela época.

Mas pensemos juntos em todo o contexto que envolve essa historia. Como será que era a vida deste homem antes de ser atacado pela doença cruel da lepra. Imagina-se que ele tinha uma família, esposa e talvez até filhos, podia ser um agricultor com muitos amigos e pessoas queridas.

Imagine então que ele começa a sentir partes do seu corpo ficando insensíveis, sangrando e definhando. Ele corre até o templo e lá recebe o veredito: Impuro! Ele nem pode voltar para sua casa, seu lugar agora é fora da cidade, vai viver em meio a outros leprosos, não poderá mais beijar sua esposa, acariciar sua filha ou receber o abraço de um amigo.

Penso eu que quando aquele leproso se aproxima de Jesus seu receio pela rejeição só não é maior que a esperança de ver o Senhor curando-o e livrando ele deste fardo que carrega há muito tempo. Ele se aproxima de Jesus e recebe muito mais do que uma oração ou uma cura, ele recebe um toque.

As palavras de Jesus o curam da lepra, mas o toque de Jesus devolve sua dignidade, sua autoestima, ele sente a mão do Mestre tocando seu corpo, é sarado exteriormente, mas também tem seu coração cheio de alegria por sentir-se amado outra vez.

Existe muita gente por aí que precisa urgente de um toque, não apenas de uma oração. Muitos precisam de uma palavra de amizade, de conforto ou de ânimo e sofrem por não se sentirem amados ou importantes para ninguém, muito mais do que uma cura essas pessoas precisam de um toque de carinho, um momento de compreensão.

Não devemos deixar de orar nunca, mas quando dizemos que conhecemos o amor de Jesus por nós e queremos levá-lo aos que não conhecem, devemos saber que há muito mais envolvido nisso do que nossas orações em seu favor. Não nos pode faltar atitude, o calor humano que é uma característica nossa, o ato de mostrar que seu próximo, seja ele da igreja ou não, é alguém que merece receber um toque de carinho da mesma forma que um dia fomos tocados pelo amor de Jesus.

Desafiem-se a demonstrar isso pelas pessoas. Se comprometam a não apenas orar, mas buscar saber o que seu amigo, parente, vizinho ou conhecido precisa. Você vai descobrir que o poder do amor, daqueles que conhecem o verdadeiro amor, tem efeitos maravilhosos. Seu toque pode salvar uma vida, seu toque pode trazer de volta a vida, pode curar o interior e sarar um coração ferido.


Fonte: Sou da Promessa | Compartilhado no PCamaral

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.