Header Ads

O que fazer até dia 31 de dezembro?

Ele atenderá à oração do desamparado, e não desprezará a sua oração. (Salmo 102:17)

Por Andrei C. S. Soares no Além Blog

Como não chegou ainda o fim de ano, temos alguns dias ainda para aproveitar até dia 31 de dezembro. Mas o que fazer até lá? O que planejar ou pensar? Em vez apenas disso, planejar ou pensar, quero sugerir algo que estou tentando fazer mais: orar! Orar anda meio fora de “moda’, ainda mais em um mundo que pouco cultiva o sobrenatural.

Nesta reta final de ano, resolvi intensificar minhas “batidas” na “porta” do céu. Não com a intensidade precisa, mas com um desejo imenso: de continuar pensando, e de apresentar cada pensamento diante do Pai. Ouvi de certo pastor este ano, que "parece não gostarmos mais de orar". Algumas vezes nossa fala em relação à alguma tomada de decisão ou à algum problema é: “vou pensar, e não, vou orar”. O problema não está em pensar, aliás a fé e a oração não excluem isso, mas devemos praticar a disciplina da oração sempre; Orai sem cessar (1 Tessalonicenses 5:17), e também quando tudo parece conturbado.

Isso pode ser muito terapêutico nesses últimos dias do ano. Em vez de montar em primazia uma lista de planos para executar a partir do dia 1º de janeiro, que tal colocar todas as coisas diante Daquele que conhece o futuro? Vejamos o que Paulo, com inspiração do Espírito Santo, diz a nós: “Não se aflijam com nada; ao invés disso, orem a respeito de tudo; contem a Deus as necessidades de vocês, e não se esqueçam de agradecer-Lhe suas respostas.” (Filipenses 4.6 Bíblia Viva - BV). Veja que o apóstolo diz que devemos colocar todas as coisas diante de Deus! O que será que estamos esperando? Um trecho de um hino tradicional ajuda-nos a entender quando falhamos em oração: “(...) Oh! que paz perdemos sempre / Oh! que dor de coração / só porque nós não levamos / tudo a Cristo em oração (...)”. O melhor que fazemos quando nos falta direção é buscarmos a presença de Deus!

Às vezes, ou sempre, precisamos nos desligar de muitas coisas para buscarmos a Deus. Precisamos tirar nosso próprio orgulho de tentar planejar tudo sem Deus e nos humilharmos em Sua presença,Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará.
(Tiago 4:10). Precisamos orar em nome de Jesus, e orar em Seu nome é orar como se fôssemos o próprio Cristo pedindo tudo conforme a vontade de Seu Pai; Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda. (João 15:16). Assim, orando em nome de Jesus teremos a certeza de Sua resposta, como nos diz a Bíblia: “E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve.” (1 João 5.14).

E então, você aceita o convite de juntos estarmos na presença do Deus conosco? Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco. (Mateus 1:23). Vamos gastar estes últimos dias de dezembro com oração em vez de persistir somente nos nossos planos? Vamos apresentar nossas listas de planos ao Senhor e ouvir o que Ele tem a nos dizer? E aí, aceita o convite? E depois do dia 31, paramos de orar? Como diz Max Lucado: “ore primeiro; depois, ore mais”.

Na Trindade,

Fonte: Sou da Promessa | Compartilhado no PCamaral

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.