Header Ads

Surdo-mudo de propósito

Eu disse ao SENHOR: Tu és o meu Deus; ouve a voz das minhas súplicas, ó SENHOR. (Salmos 140:6)

Publicado originalmente em Revista Ultimato

Ainda a caminho da terra prometida, Deus preveniu o povo de Israel contra a idolatria, comum às nações que lá viviam: “Naquelas nações vocês adorarão deuses feitos de madeira e de pedra, que não veem, nem ouvem, nem comem, nem cheiram” (Dt 4.28). O salmo que trata do louvor ao verdadeiro Deus declara outra vez que “os deuses das outras nações são de prata e de ouro, são feitos por seres humanos [e por isso] eles têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não veem; têm ouvidos, mas não ouvem; têm nariz, mas não cheiram; têm mãos, mas não podem pegar; têm pés, mas não andam; e da garganta deles não sai nenhum som” (Sl 115.4, 7). No entanto, o Deus de Israel tem ouvidos e ouve; tem boca e fala. Todo o culto gira em torno dessa diferença crucial.

Entre uma crise e outra, os israelitas mantinham a certeza de que Deus tanto ouve como fala. A prova disso é que o primeiro versículo de vários salmos é um pedido para que Deus escute as orações: “Ouve a minha oração, ó Deus” (Sl 5.1; 17.1; 55.1; 86.1; 102.1; 141.1; 143.1). Para estimular a prece, o salmista argumenta: “Foi o Senhor Deus quem fez os nossos ouvidos -- será que ele não pode ouvir?” (Sl 94.9).

Apesar de toda a ênfase na capacidade de Deus de ouvir e falar, algumas vezes, para nossa correção e edificação, o Senhor se faz de surdo e mudo. Ele se torna o surdo-mudo Todo-poderoso.

Na época do exílio babilônico (a partir de 597 a.C.), exatamente porque os israelitas estavam se curvando aos deuses que têm ouvido, mas não ouvem, o Senhor tapou os ouvidos para não ouvi-los e declarou: “[Vocês] podem pedir a minha ajuda e o meu perdão em altos gritos, mas eu não os ouvirei” (Ez 8.18).

Na mesma ocasião e pelo mesmo motivo, o Senhor fechou a boca para não falar e explicou: “Como vocês se atrevem a me pedir orientação? Juro pela minha própria vida que não lhes darei uma só palavra!” (Ez 20.3). Ele já havia feito isso anos antes com o rei Saul (1Sm 28.5-6).

O que é mais difícil: lidar com um Deus surdo ou com um Deus mudo? A resposta a esta pergunta é desnecessária, pois geralmente ele fecha os ouvidos e a boca ao mesmo tempo!

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.