Header Ads

Crente contente, uma terrível realidade


Por Ricardo Rodrigues em Se Liga na Palavra

“O sacerdote que for ungido e ordenado para suceder seu pai como sumo sacerdote fará a propiciação. Porá as vestes sagradas de linho e fará propiciação pelo Lugar Santíssimo, pela Tenda do Encontro, pelo altar, por todos os sacerdotes e por todo o povo da assembléia.” (Levítico 16: 32-33)

Um dos sinônimos de contente que muita gente não dá atenção é a palavra satisfeito. Uma pessoa contente não é apenas aquela que sorri, mas também pode ser alguém que está satisfeito com algo ou alguma situação.

Aprendemos a ser contentes e satisfeitos com o que Deus nos dá, a Palavra nos ensina isso em Filipenses 4:12-13: “Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade. Tudo posso naquele que me fortalece.”

Mas existe outro contentamento dentro das igrejas que tem causado problemas terríveis e uma superficialidade espiritual que tem se tornado cada vez mais natural nos cristãos.

Na antiga aliança, que compreende todo o Antigo Testamento, vimos que o povo de Deus não tinha livre acesso ao Santíssimo Lugar, onde habitava a presença do Senhor. Somente o sacerdote ungido poderia adentrar aquele lugar, uma vez ao ano, para pedir perdão por seus pecados e os do povo. Caso contrário, qualquer um que ousasse fazê-lo, prontamente morria fulminado.

Mas o que têm a ver isso com a igreja atual, já que Jesus Cristo é a nova aliança e o caminho está livre para presença Dele? Faça uma pergunta a si mesmo, como temos nos comportado nos momentos de busca da presença do Senhor? Temos entrado realmente no Santíssimo ou estamos adorando apenas do pátio?

Quando Jesus deu seu último suspiro algo extraordinário aconteceu, não falo apenas do terremoto e do sol sem luz, mas dentro do templo um véu foi rasgado de alto a baixo. Toda separação que havia entre o homem mortal e o poderoso Deus havia sido quebrada. O sangue de Jesus nos deu um convite, um passe livre para se chegar aos pés do Todo Poderoso.

Mas o que vemos acontecer muitas vezes é um total descaso a esse acontecimento maravilhoso de nossa história. Muitas vezes temos deixado de adorar a Deus da forma que Ele merece e passarmos momentos maravilhosos em Sua doce presença, pois preferimos adorá-lo de longe, lá de fora no pátio, no máximo no santo lugar.

Como podemos nos contentar em ir a cultos, vigílias, orações e não sentir nada? Tudo parece tão natural que não consigo mais nem encontrar motivos de ânimo para ir ao Seu encontro. Muitos passam anos e anos dentro de igrejas sem realmente nunca ter colocado seus pés próximos ao trono de Jesus, e se sentem satisfeitos em apenas ouvir uma palavra motivadora, um louvor inspirador e receber uma oração bonita.

Contente com aquilo que julga ser suficiente nunca experimentará as maravilhas que Cristo tem para dar e corre sério risco de não chegar até o alvo. Lembre-se que ovelha que não conhece bem a voz de seu pastor, perde-se pelo caminho e é devorado por seus predadores.

Jesus morreu por você e por mim, com Sua mão forte rasgou o véu que nos separava. Não podemos estar contentados com pequeninas experiências e com um relacionamento frio e distante.

Ele te quer perto, o Senhor busca por intimidade com Seu povo e não podemos deixá-lo esperando de braços abertos. Corramos então para Sua presença, passemos pelo pátio, não fiquemos no santo lugar, mas possamos estar sempre dentro do santíssimo lugar. Lugar de onde nunca deveríamos ter saído.





Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.