Header Ads

Santificação Pessoal - O que você prega é aquilo que você faz?

"Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie." (Efésios 2:8-9)

Antes de inicar a leitura do texto quero deixar bem claro que a salvação só se dá mediante a fé em Jesus Cristo. Somos salvos, única e exclusivamente pela graça do Senhor!

As Escrituras ensinam que é preciso ser santo, tanto no caráter quanto na conduta: “sede vós também santos em todo o vosso procedimento (...) Sede santos, porque eu sou santo.” (I Pedro 1:15-16). São dois os princípios que devem andar sempre juntos: Santidade exterior e santidade interior.

Santidade exterior sem santidade interior é hipocrisia, e santidade interior sem santidade exterior é emocionalismo. Além do exercício interno de uma vida santificada partindo da prática da santificação pessoal a pessoa deve incluir atos externos que podem ser vistos e testemunhados pelos outros. “Assim, pois, pelos seus frutos os conhecereis.” (Mateus 7:20)

Jesus nos ensina que o cristão deve ser “a luz do mundo”. Ele disse que essa luz precisa brilhar diante dos homens para que todos os homens “vejam”. “Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.” (Mateus 5:14-16)

A santificação pessoal, externa e interna, deve ser evidenciada em três ambientes distintos: Familiar, religioso e secular.

No ambiente familiar: Na carta de Paulo aos efésios encontramos o modelo de lar cristão ideal: (Efésios 5:22 ao 6:4). A santidade no lar é a base para a santidade em todas as áreas da vida. A luz precisa brilhar na intimidade de nossas casas. Existem cristãos que são um “amor” na igreja mas em casa são um “horror”. Santidade pessoal na igreja, mas, no ambiente familiar, um descontrole total, é viver uma vida de aparências. O lar do cristão precisa ser santo! Pense consigo mesmo: Deus tem sido glorificado na minha relação com os demais membros da minha família? Pelo relacionamento que tenho com os meus vizinhos? As pessoas que estão a minha volta reconhecem o caráter de Jesus Cristo na minha vida familiar?

No ambiente religioso: Podemos ler no livro de Hebreus a seguinte orientação: “Consideremo-nos uns aos outros para nos estimularmos ao amor e as boas obras” (Hebreus 10:24) A palavra grega “kalos” traduzida por “boas” significa “bonitas de se olhar”. Juntos os cristãos precisam crescer e avançar na santidade pessoal e isso precisa se evidenciar no meio da igreja. O que nossos irmãos estão dizendo sobre nós? Nossas obras são bonitas de se olhar? Na congregação onde servimos a Deus temos demonstrado com atitudes aquilo que dizemos que somos? Tiago diz: “a fé, se não tiver obras (bons frutos – frutos dignos de arrependimento) é morta em si mesma” (Tiago 2:17)

No ambiente secular: Santidade não cresce no isolamento das quatro paredes do templo, pensar assim é errar no conceito de santidade. A santificação pessoal precisa, também, ser evidenciada no mundo e na sociedade em que vivemos. No nosso trabalho, nos negócios, nas amizades, nos estudos e até mesmo na condução de algum veículo, seja carro, motocicleta ou outro tipo qualquer. Jesus disse: “assim resplandeça a vossa luz diante dos homens para que vejam a vossas boas obras e glorifiquem ao vosso Pai que está nos céus” (Mateus 5:16). As pessoas tem reconhecido Deus em nossa vida através de nosso bom testemunho na sociedade?

Conclusão

Tornar-se “padrão de boas obras” com certeza não é tarefa fácil, mas é preciso e é possível. Santidade não é uma lista de “sim” e “não” mas um estilo de vida que glorifica a Deus diariamente. Seja no ambiente familiar, religioso ou secular. Devemos no esforçar para viver no meio das pessoas deste mundo de maneira exemplar, para que, mesmo que eles nos acusem de praticar o mal observem as boas obras que praticamos e glorifiquem a Deus pela nossa vida.

“Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor,” (Hebreus 12:14)
Pense nisso

PCamaral

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.