Header Ads

Piloto da Rede Globo relata momentos após a queda do helicóptero da TV Record.

Imagem do G1.com

A Aeronáutica vai usar as imagens da queda do helicóptero da TV Record, ocorrida por volta das 7h20 desta quarta-feira (10), no Jockey Clube, na Zona Sul de São Paulo, para saber quais foram as causas do acidente. Duas pessoas estavam a bordo da aeronave, modelo AS-350BA, fabricada pela Eurocopter. De acordo com a emissora, o piloto Rafael Delgado Sobrinho morreu na queda.

Segundo o tenente coronel Ricardo Beltran Crespo, comandante do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa), em São Paulo, que irá ao local da tragédia, as principais hipóteses para o acidente “Em princípio, vamos investigar a hipótese de perda de controle por falha de comando de voo ou falha do motor. Aquela fumaça que saiu do helicóptero pode ter algo a ver com algum problema técnico. Tudo indica que o piloto ainda tentou fazer um pouso forçado após a falha”, disse Crespo, por telefone, ao G1.

Segundo o chefe do Seripa, a região o Jockey é um ponto de referência para pilotos de helicóptero por se tratar de uma das inúmeras rotas para esse tipo de aeronave na cidade. Ainda, de acordo com Crespo, a aeronave havia decolado do Campo de Marte, na Zona Norte.

As investigações sobre a causa do acidente podem levar até um ano. Crespo informou que a fabricante do helicóptero modelo EC350, a Helibrás, já se prontificou a ajudar na apuração dos fatos."Queremos apressar as investigações para evitar que outros acidentes semelhantes aconteçam", disse Crespo. Segundo ele, o acidente poderia ter causado mais vítimas caso a aeronave tivesse caído na Marginal Pinheiros, que passa ao lado do Jockey Clube. "Eu acho que o piloto foi até um herói. Ele tentou fazer um procedimento de emergência, mas não conseguiu". A TV Record informou que a outra pessoa a bordo, o cinegrafista Alexandre da Silva Moura foi levado para o hospital Itacolomy, na Zona Oeste, onde passa por exames na UTI. Uma nota com o estado de saúde dele deve ser divulgada em instantes.

Piloto relatou pane em hélice


O comandante do helicóptero da TV Globo, Dato de Oliveira, que viu a queda da aeronave, conversou via rádio minutos antes com o comandante do helicóptero da TV Record. Oliveira e Sobrinho sobrevoavam a mesma região, na Avenida Morumbi, captando imagens de um assalto a banco. Segundo Oliveira, o colega reclamou de uma pane no rotor de cauda, a hélice traseira, e que tentaria pousar no Jockey.
“Quando ele relatou o problema, decidir acompanhar o helicóptero da Record para ver o que estava acontecendo. Esse é um problema difícil de acontecer, porque o rotor de cauda é um rotor vital para o helicóptero. Se você o perde, você entra em giro”, explica Oliveira. A preocupação de Oliveira ao pousar no gramado era desligar a bateria e a bomba de combustível, o que foi logo feito, evitando uma explosão.

***

Fonte: G1.com

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.