Header Ads

O que é neopentecostalismo?


Tanto o Pentecostal como o Neopentecostal são definidos por sua teologia. É a teologia que caracteriza a identidade de cada um, por isso, o melhor é analisarmos historicamente e teologicamente a trajetória dos dois grupos cristãos.

Os pentecostais

O movimento pentecostal surgiu nos Estados Unidos em Topeka, Kansas, no início do século XX. Influenciado pelo movimento pietista de comunhão com Deus através do estudo das Escrituras, movimento este que teve início em 1635.  Charles Parham fundou uma escola com a finalidade de estudar a Bíblia e buscar o avivamento de Atos capítulo 2. Um de seus estudantes, chamado Seymour passou a promover reuniões, em casas da cidade e, no dia 6 de abril de 1906, numa dessas reuniões, um menino de 8 anos falou em línguas, seguido de outras pessoas. Iniciava-se, assim, pelo menos formalmente, o movimento pentecostal.

Ênfase Teológica

No início do século XX, o pentecostalismo passou a enfatizar o batismo no Espírito Santo como revestimento de poder; as línguas estranhas como evidência da manifestação do Espírito Santo no crente; a manifestação dos dons espirituais. Numa das reuniões de Seymour, em Los Angeles, estava presente o pastor de uma igreja batista em Chicago, W. H. Durham, que também falou em línguas. No Brasil, o pentecostalismo está diretamente ligado ao movimento de Los Angeles, pois foram dois missionários deste movimento que trouxeram para o país o pentecostalismo. Daniel Berg e Gunnar Vingren, discípulos de Durham, em novembro de 1910. Eles chegaram ao Brasil convictos de que Deus os enviara a pregar a mensagem cristã a esta grande nação. Em junho de 1911, organizou-se em Belém do Pará, à Rua Siqueira Mendes, nº 67, a primeira Igreja de Fé Pentecostal no Brasil, primeiramente sob o título de “Missão de Fé Apostólica”, alterado em janeiro de 1918 para “Assembléia de Deus”, por Convenção realizada em Chicago, EUA.

Os Neopentecostais

Segundo Ricardo Mariano, em Neopentecostais – Sociologia do Novo Pentecostalismo no Brasil, (citado na revista Compromisso, 1º trimestre de 2003, págs. 79-80), o movimento pentecostal brasileiro se divide em três ondas:

A primeira onda é o chamado “Pentecostalismo Clássico”, da Rua Azuza no início do século XX.  A segunda onda é conhecida por “deutero-pentecostalismo” ou “pentecostal neoclássico”, movimento de cura divina do início da década de 50. Por fim, a terceira onda: “neopentecostalismo”, tendo suas origens na segunda metade da década de 70. Os precursores do movimento neopentecostal (Edir Macedo, R. R. Soares e Miguel Ângelo) saíram da Igreja de Nova Vida, do missionário canadense, naturalizado norte-americano, Robert McAlister, e fundaram as primeiras igrejas neopentecostais em solo brasileiro: Igreja Universal do Reino de Deus (1977), Internacional da Graça de Deus (1980) e Cristo Vive (1986). Ao lado destas três primeiras igrejas, encontramos ainda outras comunidades que se originaram de outras denominações tradicionais.

Expoentes e raízes teológicas

Dois nomes bastante influentes na teologia neopentecostal, com certeza são: Essek William Kenyon e Kenneth Hagin.

1. KENYON. Nasceu em 24 de abril de 1867, em Saratoga, Nova York, EUA, falecendo aos 19 de março de 1948, ele tinha pouco conhecimento teológico formal. “Kenyon nutria uma simpatia por Mary Baker Eddy” (Gondim, p. 44), fundadora do movimento herético “Ciência Cristã”, que afirma que a matéria, e a doença não existem. Tudo depende da mente.

2. KENNETH HAGIN. Discípulo de Kenyon. Nasceu em 20 de agosto de 1917, em McKinney, Estado do Texas, EUA. Sofreu várias enfermidades e pobreza; diz que se converteu após ter ido três vezes ao inferno (Romeiro, p. 10). Aos 16 anos diz ter recebido uma revelação de Mc. 11: 23,24, entendendo que tudo se pode obter de Deus, desde que confesse em voz alta, nunca duvidando da obtenção da resposta, mesmo que as evidências indiquem o contrário. Isso é a essência da “Confissão Positiva”.

Estes dois são os pulverizadores da teologia neopentecostal não apenas no Brasil, mas em toda América, misturaram teologia com gnosticismo e criaram uma estrutura teológica que encontrou solo fértil num país como o nosso; que é de terceiro mundo e sofre com questões básicas como saúde, falta de moradia, segurança, entre outras.

Teologia dos Neopentecostais

1. Teologia da prosperidade:

A teologia da prosperidade, defendida pelos neopentecostais, afirma que um cristão verdadeiro e fiel a Deus, tem o direito de obter a felicidade integral, pode exigi-la, ainda durante a vida presente sobre a terra.

2. Confissão positiva:

Confissão positiva é um título alternativo para a teologia da forma da fé ou doutrina da prosperidade promulgada por vários televangelistas “a expressão “confissão positiva” se refere literalmente a trazer à existência o que declaramos com nossa boca, uma vez que a fé é uma confissão”.

3. Maldições hereditárias:

Chamada também de Quebra de Maldições, Maldições Hereditárias, Maldição de Família e Pecado de Geração. Pode ser definida como: A autorização dada ao diabo por alguém que exerce autoridade sobre outrem, para causar dano à vida do amaldiçoado. A Bíblia ensina que a responsabilidade do pecado é pessoal: Veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Que tendes vós, vós que, acerca da terra de Israel, proferis este provérbio dizendo: Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos é que se embotaram? Tão certo como eu vivo, diz o SENHOR DEUS, jamais direis este provérbio em Israel (...). Eis que todas as almas são minhas; como a alma do pai, também a alma do filho é minha; a alma que pecar, essa morrerá (Ez. 18: 1-4).

4. Possessão de crentes:

Os pregadores neopentecostais tem uma cosmovisão que dá lugar à crença na possessão de crentes por demônios. Essa crença fica clara no livro Orixás, Caboclos & Guias: Deuses ou Demônios (pgs. 101-104) no capítulo “Crentes endemoninhados?” – Macedo afirma claramente que o capítulo é fruto de sua observação: “Este capítulo não existiria se eu não tivesse visto constantemente pessoas de várias denominações evangélicas caírem endemoninhadas, como se fossem macumbeiras, ao receberem a oração da fé”. O Bispo Macedo não oferece nenhum texto bíblico como argumento para comprovar tal doutrina. Apenas fez “uma observação”.

O culto neopentecostal

A Bíblia nos apresenta um modelo de culto que é a adoração a Deus na pessoa de Cristo. Portanto, Cristo é o centro do culto, tudo deve girar em torno dEle e para Ele (Hebreus 10: 19-25).
Não é o que vemos num culto neopentecostal, onde o homem passa a ser o centro (antropocentrismo) do culto, tudo é para o homem (letras dos hinos, mensagens proferidas, testemunhos e outros) e feito na intenção de satisfazer esse homem. Isto não é bíblico, por atraente e satisfatório que pareça, não é para o homem que prestamos culto e sim para Deus. É quando prestamos culto a Deus que somos confrontados com nossa realidade, e descobrimos que somos carentes da graça de Deus. Neste momento Ele nos edifica e restaura; num culto antropocêntrico não existe espaço para Deus.

Outras práticas do culto neopentecostal

Hoje observamos práticas que eram comuns na Idade Média onde o catolicismo se utilizava de objetos ditos sagrados (posse de relíquias; unção e santificação de objetos; água benta; pedaços da cruz de Cristo; bulas papais etc.) para efetuar cura e absolvição de pecados. Essas mesmas práticas, os cristãos brasileiros, até a década de 70, só as viam nos cultos sincretistas afro-brasileiros (banhos sagrados, uso de rosas vermelhas, sal grosso, entre outras). É de assustar quando vemos igrejas neopentecostais usarem práticas e objetos ( copo d’água, rosa ungida, sal-grosso, pulseiras abençoadas, peças de roupas de entes queridos, óleos de Jerusalém, águas do rio Jordão, trombetas de Gideão, cajado de Moisés, cultos de descarrego etc.) como na Idade Média e no sincretismo brasileiro, em seus cultos. Esses objetos acabam servindo de mediação entre o homem e Deus. O perigo é que a Bíblia nos apresenta Cristo como sendo o único mediador entre Deus e o homem (I Tm. 2:5; Hb. 9:15; Hb. 12:24).

A evangelização dos neopentecostais

Jesus nos ordenou a pregar o Evangelho a todas as criaturas (Mt. 28: 19-20), a mensagem deve levar o ouvinte a crer no Senhor Jesus Cristo e a se arrepender e confessar os seus pecados, para obter a salvação (Rm. 10:10). O que vemos na evangelização neopentecostal é uma mensagem onde a pessoa é levada a satisfação do bem estar pessoal e não a uma mensagem de confissão para o perdão; isto é proselitismo e não pregação do Evangelho. Proselitismo é quando uma pessoa faz adesão a uma religião não por fé, mas por costume. Isto era o que Israel fazia com as pessoas que não eram cidadãos israelitas, mas que queriam professar a mesma crença; esta pessoa passava pelo ritual da circuncisão e assim se tornava israelita.

Conclusão:

Devemos firmar o compromisso de que a Bíblia é nossa única regra de fé e prática, portanto, nossa conduta eclesiástica deve se pautar na revelação divina, não devemos copiar ou aderir à práticas que não são aceitas pelo nosso presbitério. Sejamos fiéis primeiro àquele que nos chamou e que nos colocou como servos seus, para cuidar do seu rebanho. Não temos o direito de transformar a Igreja de Cristo em uma comunidade com objetivo e propósitos diferentes dos ensinados pelo Senhor da Igreja.


Fonte:
Departamento de Educação Cristã
Pb Paulo Cesar Amaral

16 comentários:

  1. Ser neo-pentecostal é uma benção,viver o melhor de Deus nessa terra,em todas as áreas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra quem prefere os tesouros daterra terá exatamente isso. Mas o Senhor nos avisa que devemos ajuntar tesouros no céu. "Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.
      Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna." Gálatas 6:7-8

      Excluir
  2. A maioria das igejas Neo pentecostais distorcem a palavra Exemlos: João 10.10,muito conhecido jesus veio nos dá vida :eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.observe q Eles interpretam vida em abundancia como se fosse dinheiro com abundancia,quando o próprio jesus disse em Lucas 12.15:"Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância; a vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens".tiram o texto do contexto pra enganar o povo pra ganhar dinheiro. Em hebresus 13.5 diz:Sejam vossos costumes sem avareza, CONTENTANDO-VOS com o que tendes;.aCHO Q NUNCA PREGARAM ESSE VERS. .1 TM6.7-9tbm não pregam q diz:Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele.
    Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso CONTENTES.
    Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Eles não pregam esses vers. q são mandamentos .obs: o ultimo vers. diz q eles caem. Afirmando e depois o Apostolo Paulo manda Timóteo FUGIR disso:Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.O interesante é q ao diabo Deus manda agente resistir mais a esse tipo de atitude Ele manda fugir,q significa q essas igrejas são mais perigosas q o diabo

    ResponderExcluir
  3. Observe:"eu vim para que tenham VIDA, e a tenham com abundância". A maioria esses pastores interpretam esse versículo errado ,pois eles trocam vida por dinheiro.

    Jesus disse isso: Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância; A VIDA de um homem não consiste na quantidade dos seus bens".
    Então esse versiculo deixa claro q vida com abundância não é riqueza.
    Eles geralmente não leêm esses versículos q vou citar:

    "pois nada trouxemos para este mundo e dele nada podemos levar;por isso, tendo o que comer e com que vestir-nos, estejamos com isso CONTENTES.
    Os que querem ficar ricos CAEM em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição,.Mas tu, ó homem de Deus, FOGE destas {coisas} e segue a justiça, a piedade, a fé, a {ou o amor} caridade, a paciência, a mansidão.

    Hebreus 13.5 q diz:"Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes;" Eles não pregam esses mandamentos.
    Atenção nas palavras q coloquei maiúsculas.

    Vc vai ficar nessas "igrejas' ainda?

    ResponderExcluir
  4. Observe:"eu vim para que tenham VIDA, e a tenham com abundância". A maioria esses pastores interpretam esse versículo errado ,pois eles trocam vida por dinheiro. Jesus disse isso: Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância; A VIDA de um homem não consiste na quantidade dos seus bens". Então esse versiculo deixa claro q vida com abundância não é riqueza. Eles geralmente não leêm esses versículos q vou citar: "pois nada trouxemos para este mundo e dele nada podemos levar;por isso, tendo o que comer e com que vestir-nos, estejamos com isso CONTENTES. Os que querem ficar ricos CAEM em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição,.Mas tu, ó homem de Deus, FOGE destas {coisas} e segue a justiça, a piedade, a fé, a {ou o amor} caridade, a paciência, a mansidão. Hebreus 13.5 q diz:"Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes;" Eles não pregam esses mandamentos. Atenção nas palavras q coloquei maiúsculas. Vc vai ficar nessas "igrejas' ainda?

    ResponderExcluir
  5. O perigo esta eminente devemos vigiar para nao ca irmos em tentação, pois o inimigo esta buscando a quem possa tragar, que Deus nos de sabedoria...

    ResponderExcluir
  6. Que Deus continue vos abençoando ,pois vejo que anda tem pessoas comprometidas com a verdade de que Deus deixou na terra que e a palavra dele a Bíblia sagrada ,

    ResponderExcluir
  7. Quem prega riqueza ao invés de Salvação... Empurra suas ovelhas para dentro do inferno, pq está incentivando-os a ser Avarento.
    Arrependei-vos e convertei-vos.

    ResponderExcluir
  8. Quem prega riqueza ao invés de Salvação... Empurra suas ovelhas para dentro do inferno, pq está incentivando-os a ser Avarento.
    Arrependei-vos e convertei-vos.

    ResponderExcluir
  9. A prosperidade é dom de Deus (Eclesiastes capítulo 5, versículo 19). Prosperar significa ser bem sucedido, obter bons resultados, ser feliz. Este dom vem de Deus, e só Ele pode prosperar o homem (Tiago capítulo 1, versículo 17). Só Deus pode dar riquezas, fazenda e prosperidade completa. O diabo nunca dará nada para o homem. O que ele oferece é uma isca, pois ele é o pior agiota que existe.

    Muitos têm pagado caro, até com a própria vida, o que pensam ter conseguido com a ajuda do maligno. Prosperidade é mais do que dinheiro: é realização, felicidade, paz, trabalho (com prazer, sabendo desfrutar dele), comer e ter momentos de lazer individual e familiar.

    Também vem de Deus o poder, a capacidade do homem de tomar a sua porção. Ou seja, existe a nossa parte (não deixe o diabo roubá-la), a parte de César, que são as taxas, os impostos e os demais tributos, bem como aquilo que consumimos (Mateus capítulo 22, versículo 21), e a parte de Deus, que são os dízimos e as ofertas alçadas (idem).
    Veja os exemplos:
    1) O jardim do Éden (deleite, paraíso) que Deus criou. (Gênesis capítulo 2, versículos 8 e 9);
    2) Abraão, que era rico, e só queria o que vinha de Deus (Gênesis capítulo 13, versículos 2,5 e 6; capítulo 14, versículos 22 a 24);
    3) Jacó, que não tinha nada, fez o voto do dízimo e prosperou (Gênesis capítulo 28, versículos 20 a 22; cápítulo 30, versículo 43);
    4) Salomão, que preferiu a sabedoria de Deus e enriqueceu (I Reis capítulo 3, versículos 5,9,10 e 13; capítulo10, versículos 23 e 24;
    5) Jó, que temia a Deus e, mesmo depois de ter perdido seus bens, teve tudo restituído em dobro por Ele (Jó capítulo 1, versículos 1 a 3; capítulo 42, versículos 10 a 12).

    Entenda que alguns foram chamados para deixar os seus bens e servir a Deus (Lucas capítulo 5, versículos 27 e 28; capítulo 9, versículos 2 e 3; capítulo 18, versículo 22), enquanto outros para servir a Deus com seus bens (Lucas capítulo 8, versículos 1 a 3; Mateus capítulo 26, versículo 18. Creio que tenha custado caro preparar aquela ceia com pães, cordeiros, etc. para Jesus, os discípulos e demais convidados).

    Leia Mateus capítulo 25, versículo 21. Deus vai te colocar sobre o muito porque você é fiel e continuará sendo, mesmo prosperando bastante. Ou Deus quer prosperar o infiel que vai virar-Lhe as costas na hora da fartura? (Salmos capítulo 113, versículos 7 e 8: "Que do pó levanta o pequeno e, do monturo [lixo], ergue o necessitado, para o fazer assentar com os príncipes, sim, com os príncipes do seu povo". E, também, Salmos capítulo 35, versículo 27b: "O Senhor, que ama a prosperidade do seu servo, seja engrandecido". Entendeu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. forte !! mas ambos tem base bíblica no que estão relatando ou seja descrevendo.

      Excluir
  10. Ainda bem que o que salva é por meio de Jesus Cristo e não ser tradicional , pentecostal ou Neopentecostal. A propósito sou de uma Neopentecostal e este interpretação está em observação e não em experiência. Deus o abençoe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém! Obrigado pela participação. Deus o abençoe!

      Excluir
  11. Essa matéria é muito interessante, gostei.

    ResponderExcluir
  12. O crente é santuário do Espírito Santo: Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo (I Co. 6: 19-20).
    O Espírito Santo tem zelo por nós: Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes? (Tg. 4:5)
    O crente é propriedade peculiar de Deus: Em que também vós, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, tendo nele também crido, fostes selados com o Santo Espírito da promessa; o qual é o penhor da nossa herança até ao resgate da propriedade, em louvor da sua glória (Ef. 1: 13-14).
    Jesus é o mais que valente que tomou posse da propriedade (Lc. 11: 21-22), portanto em Cristo estamos seguros.

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Me reservo o direito de não publicá-los caso o conteúdo esteja fora do contexto, ou do assunto, ou seja ofensivo ao autor do texto.


..

Tecnologia do Blogger.