(Des) Ligue

Jesus sentado na relva conversando com seus discipulos

Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra terá sido ligado nos céus, e tudo o que desligardes na terra terá sido desligado nos céus. Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer coisa que, porventura, pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai, que está nos céus. Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles (Mateus 18.18-20).

Nesse pequeno trecho, Jesus ensina a respeito da autoridade que ele estava deixando para a igreja. Já tinha feito sua primeira declaração logo após Pedro o ter declarado como o Cristo, o Filho do Deus vivo (Mateus 16.18-19). Agora fala a todos os discípulos a respeito do poder que lhes delega em seu nome. A expressão em meu nome diz respeito a sermos autênticos e fiéis representantes da maneira como Jesus age e reage, pensa, fala e faz. Mesmo sendo cristãos, nem sempre estamos pensando, falando e fazendo em seu nome, do seu jeito, mas em nosso próprio nome, do nosso jeito. Nesse contexto, Jesus fala sobre a verdade de ligar e desligar e sobre a verdade de concordar (e discordar).

A verdade de ligar e desligar traz o sentido de proibir e permitir, atar e desatar, decretar e revogar. Jesus está dizendo que ratifica no céu o que é feito em seu nome e em obediência à sua Palavra aqui na terra. O que você liga na terra já vai ter sido ligado no céu. O que você desliga na terra já vai ter sido desligado no céu. Em outras palavras, Jesus, no céu, libera a autoridade de sua Palavra à medida que é proclamada na terra para a realização do seu propósito.

A verdade de concordar é mais bem compreendida quando entendemos que a expressão no original, sumphonos, que tem o significado literal de soma de sons, é a mesma raiz que é traduzida por sinfonia. O que é uma sinfonia? Não é simplesmente a soma de sons, mas o conjunto de sons de uma grande diversidade de instrumentos tocados segundo uma partitura e regidos por um único maestro. Todos afinados, em harmonia, cada qual a seu tempo, sob o comando da batuta do Mestre, executando uma grande obra. Esse é o sentido de concordar: sinfonizar. Quando vocês “sinfonizarem” entre vocês e comigo, isso será concedido por meu Pai.

São duas maneiras de explicar o mesmo assunto: grande é o tamanho do poder e autoridade que ele deixou sobre nós quando estamos alinhados com o seu coração e também entre nós em perfeita unidade. Isso é explosivo!

Fonte:
Instituto Jetro - Rodolfo Garcia Montosa

Nenhum comentário:

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.