Header Ads

Para Deus não há impossíveis

Quando Jesus chegou a Betânia foi recebido, primeiro por Marta que tinha uma queixa: “Senhor, se estiveras aqui, não teria morrido meu irmão” (João 11:21). Jesus não chamou sua atenção mas tratou de sua fé: “Disse-lhe Jesus: teu irmão há de ressuscitar” (João 11:23).

Jesus respeita a dor das pessoas. Ele mesmo sabe o que é padecer (Isaías 53:3), Jesus deu esperanças a Marta. Logo em seguida Maria foi ao encontro de Jesus e se lançou aos seus pés. Ela também se lamentava como a irmã e estava extremamente triste e chorando muito. Os amigos, vendo isto começaram a chorar. Então, o Mestre não se conteve e “Jesus chorou”. A pergunta é: Por que Jesus chorou se sabia que Lázaro voltaria a viver?
Jesus chorou porque seu amor é compassivo e solidário. Ele sentiu a dor de perder um grande amigo, mesmo por apenas quatro dias. Ele chorou por ver a dor das irmãs de Lázaro de dos seus amigos. Ele chorou por ver a miséria humana e por saber a sua causa.
As lágrimas de Jesus revelam a sua plena humanidade, e Ele não disfarça as emoções de um coração sensível e cheio de compaixão. Ele é Deus que se solidariza com a nossa dor e sofre e chora conosco.

Jesus, então, caminha em direção ao túmulo de Lázaro e após uma breve e linda oração de agradecimento e confiança, ordenou com toda autoridade: “Lázaro, vem para fora!” (João 11:43). E Lázaro voltou a viver.

Deus tem um plano para cada um de nós. Quando Jesus foi procurado pelo mensageiro de Marta e Maria mandou um recado de volta para elas: “Esta enfermidade não é para morte, mas para a glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela” (João 11:4).

Jesus não mudou sua agenda, ficou ainda dois dias na Peréia até que avisou a seus discípulos: “Lázaro, nosso amigo dorme, mas vou despertá-lo do sono” (João 11:11). Os discípulos não entenderam e Jesus falou-lhes claramente: “(...) Lázaro está morto” (João 11:14).

A história da ressurreição de Lázaro nos ensina que em momentos difíceis de nossa vida temos de procurar entender o plano de Deus, perceber a Sua presença e confiar no Seu poder. Ele nos ama e tem sempre um bom propósito para nós, mesmo quando nos permite sofrer.

A soberania de Jesus se mostra através de seu aparente atraso, a sua onisciência através de seu plano, sua compaixão e sensibilidade através de seu choro e sua onipotência através de seu poder.

Jesus é a solução para o maior dilema da humanidade: a morte. Com Jesus não existem impossíveis nem situações em que não haja uma solução, e nada foge ao seu domínio. Se estamos passando por momentos difíceis e de muita dor, lembre-se: é para que a glória de Deus seja manifestada em nossa vida.


Pense nisso e confie em Jesus!

***

Um comentário:

  1. Maravilhoso o seu artigo, realmente, Para Deus nunca existirão impossíveis!

    ResponderExcluir

Todos os comentários serão moderados. Comentários com conteúdo fora do assunto ou do contexto, não serão publicado, assim como comentários ofensivos ao autor.

Tecnologia do Blogger.